Mundo

Maduro chama Trump de 'miserável' após ser acusado de 'narcoterrorismo'

Washington ofereceu 15 milhões de dólares por informações que levem o líder venezuelano à prisão

Agência France-Presse
postado em 27/03/2020 08:02
Washington ofereceu 15 milhões de dólares por informações que levem o líder venezuelano à prisãoCaracas, Venezuela - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou de "miserável" o dirigente dos Estados Unidos, Donald Trump, após Washington acusá-lo nesta quinta-feira de "narcoterrorismo" e de oferecer uma recompensa por sua captura.

"O governo Donald Trump, em uma ação escandalosamente extrema, vulgar e miserável, lançou um conjunto de acusações falsas e espúrias", disse Maduro.

"Isto é o que eu digo a ele: ;Você, Donald Trump, é um miserável!' Ele age não apenas como um caubói, racista e supremacista, ele lida com as relações internacionais como extorsionista", acrescentou o presidente num discurso no palácio presidencial em Miraflores.
[SAIBAMAIS]

Maduro, a quem Trump chama de ditador, foi acusado nos Estados Unidos de se aliar a guerrilheiros colombianos para "inundar" seu território com cocaína. Washington ofereceu 15 milhões de dólares por informações que levem o líder venezuelano à prisão e definiu outras recompensas para outros membros e ex-funcionários do regime chavista.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação