Publicidade

Correio Braziliense

ONU diz que pandemia de Covid-19 é pior crise global desde a 2ª Guerra

Para Guterres, "a humanidade está em jogo", mas a comunidade internacional ainda está longe da solidariedade necessária para enfrentar a situação


postado em 31/03/2020 19:05 / atualizado em 31/03/2020 19:09

(foto: AFP)
(foto: AFP)
Nações Unidas, Estados Unidos -
A pandemia da Covid-19 é a pior crise global desde a Segunda Guerra Mundial, avaliou o secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres.

Durante uma entrevista coletiva, ao ser perguntado por que considerava a atual "a pior crise mundial desde a fundação da ONU" - há 75 anos -, Guterres respondeu: "é uma combinação, por um lado, de uma doença que é uma ameaça para todos no mundo, e segundo, porque tem um impacto econômico que trará uma recessão sem precedentes no passado recente". 

"A combinação desses dois fatores e o risco de contribuir para o aumento da instabilidade, o aumento da violência e o aumento do conflito são coisas que nos fazem acreditar que essa é, de fato, a crise mais desafiadora que enfrentamos desde a Segunda Guerra Mundial", explicou. 

Para Guterres, "a humanidade está em jogo", mas a comunidade internacional ainda está longe da solidariedade necessária para enfrentar a situação, porque até agora os países desenvolvidos estão atuando principalmente para sustentar suas economias.

"Estamos longe de ter um pacote global para ajudar os países em desenvolvimento a criar condições para eliminar a doença e responder às dramáticas consequências para suas populações, em termos de perda de empregos, pequenas empresas em risco de desaparecer e pessoas que vivem na economia informal e agora não conseguem sobreviver", explicou. 

"Estamos caminhando lentamente na direção certa, mas precisamos acelerar e fazer muito mais", continuou. 

Nesta terça-feira (31), a ONU criou um novo fundo para os países em desenvolvimento, depois de pedir na semana passada doações para países pobres e em conflito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade