Publicidade

Correio Braziliense

Ministra da Saúde anuncia primeira morte por coronavírus na Etiópia

A vítima era uma mulher de 60 anos que havia passado seis dias na unidade de terapia intensiva


postado em 05/04/2020 16:08

(foto: PIERO CRUCIATTI/AFP)
(foto: PIERO CRUCIATTI/AFP)
Adis Abeba, Etiópia - País empobrecido do chifre da África com mais de 100 milhões de habitantes, a Etiópia anunciou, neste domingo (5), sua primeira morte por coronavírus, uma mulher de 60 anos - informou a ministra da Saúde, Lia Tadesse.

"Com meu mais profundo pesar anuncio o primeiro óbito de um paciente doente de #Covid19 na Etiópia", tuitou a ministra. A vítima era uma mulher de 60 anos que havia passado seis dias na unidade de terapia intensiva.

O primeiro caso da Covid-19 no país foi confirmado em 13 de março e, desde então, subiu para 43 o número oficial de contágios. A maioria está relacionada a pessoas que viajaram para o exterior recentemente. Como poucos testes foram feitos no país, a expectativa é que este balanço seja muito maior.

Até sexta-feira, 1.222 testes de diagnóstico haviam sido realizados no país, segundo o Instituto etíope de Saúde Pública. No sábado, autoridades sanitárias informaram que outros 647 testes estavam sendo feitos, sobretudo, com pessoal da área de saúde e dos transportes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade