Mundo

Sanders dá apoio a Biden

Senador democrata, que desistiu de sua pré-candidatura à Casa Branca na semana passada, aparece ao lado de ex-vice-presidente, em transmissão ao vivo, para pedir união contra o republicano Donald Trump

postado em 14/04/2020 04:06

Cinco dias após abandonar a corrida democrata à Casa Branca, o senador progressista Bernie Sanders manifestou, ontem, seu apoio ao antigo adversário, Joe Biden, nas eleições presidenciais, marcada para novembro. O político disse que é hora de unir esforços para impedir a reeleição do magnata republicano Donald Trump.

Bernie Sanders e Joe Biden passaram o último ano lutando pela indicação do partido. Na quarta-feira passada, após uma nova derrota nas primárias de Wisconsin, o senador por Vermont decidiu sair da disputa, sem, contudo, se alinhar com o rival. Ontem, os dois políticos veteranos surpreenderam ao surgirem juntos, dividindo a tela na transmissão ao vivo do ex-vice de Barack Obama.

;Peço a todos os americanos ; peço a todos os democratas, peço a todos os independentes, peço a muitos republicanos ; que se juntem nesta campanha para apoiar sua candidatura que eu apoio;, disse Sanders. Pouco antes, em seu perfil no Twitter, ele havia acenado ao rival: ;Precisamos nos unir para derrotar o presidente mais perigoso da história moderna.;

O rápido apoio marcou uma mudança notável em relação a 2016, quando Sanders perdeu a corrida à indicação presidencial para Hillary Clinton. Na ocasião, a demora no endosso à candidatura da ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado americana foi encarada como um movimento profundamente prejudicial, pois expôs uma divisão dentro do partido.

O senador esquerdista, de 78 anos, deixou a disputa deste ano depois de perder quase todas as últimas competições primárias, deixando Biden como candidato presumido pelo Partido Democrata.

A pandemia de coronavírus forçou a suspensão de todas as campanhas políticas, já que a maior parte do país permanece sob ordens de ficar em casa ; incluindo Biden e Sanders, que apareceram on-line em suas casas. ;É imperativo que todos nós trabalhemos juntos;, asseverou o progressista.

União

Biden disse estar ;profundamente agradecido; pelo apoio. Nas últimas semanas, ele conseguiu unir diversos ex-rivais da campanha em torno de sua candidatura, incluindo a senadora Kamala Harris, a senadora Amy Klobuchar e o ex-congressista Beto O;Rourke. ;Você colocou os interesses da nação e a necessidade de derrotar Donald Trump acima de tudo;, disse ele a Sanders.

Aos 77 anos, Biden encara pela terceira vez a corrida presidencial. Ele tentou atrair os apoiadores do ex-adversário. ;Vejo você, ouço você, entendo a urgência do que temos que fazer neste país e espero que você se junte a nós;, disse. E anunciou que está estabelecendo com Sanders vários grupos de trabalho sobre políticas para tratar de questões como mudança climática, assistência médica e acessibilidade nas faculdades.

Bernie Sanders tem sido mais liberal em tais questões do que Biden, especialmente com sua proposta de um sistema universal de saúde administrado pelo governo.

Em reação à união dos democratas, o comitê de campanha de reeleição de Trump disse, em comunicado, que Biden ;teve que adotar a maior parte da agenda de Bernie;. Essas políticas são classificadas de socialistas pelo presidente republicano.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação