Mundo

Singapura testa robô de limpeza contra o coronavírus

Pesquisadores de Singapura inventaram um robô desinfetante para ajudar a aliviar a carga de produtos de limpeza sobrecarregados durante a pandemia de coronavírus

Agência France-Presse
postado em 17/04/2020 12:10
Com um braço que imita o movimento humano o robô semi-autônomo pode ser usado para limpar e desinfetar superfícies. Na foto, membros da equipe de pesquisa que desenvolveu o eXtreme Desinfection roBOT (XDBOT) em Singapura.Cientistas de Singapura criaram um robô que imita os gestos humanos para ajudar os profissionais do serviço de limpeza na crise do coronavírus.

O "XDBOT" (Robô de extrema desinfecção) tem a forma de uma caixa retangular montada sobre rodas e dispõe de um braço articulado, movimentado por controle remoto. O equipamento chega a locais difíceis de limpar, como debaixo das camas ou das mesas de um escritório.

Criado por cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang (NTU), o robô também contém um tubo para higienizar grandes superfícies.

O robô é comandado por um computador ou tablet, o que reduz o risco de uma infecção pelo vírus que já matou mais de 140 mil pessoas no mundo.

"Ao controlar o novo robô à distância, um operador humano pode manejar com precisão o processo de desinfecção, sem nenhum contato com as superfícies", explica Chen I-Ming, cientista da NTU que coordenou o projeto.

O XDBOT foi testado em um campus universitário e seus criadores desejam testá-lo em locais públicos e hospitais.

Singapura enfrenta uma segunda onda de contágios de Covid-19. Na quinta-feira registrou um aumento recorde de infecções em 24 horas, com 728 novos casos, sobretudo em locais de grande população ou que abrigam trabalhadores estrangeiros, numerosos na cidade-Estado.

O ministério da Saúde informou até o momento 4.427 casos de coronavírus, incluindo 10 mortes.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação