Mundo

Tedros rebate Bolsonaro e diz que recomendações da OMS têm base científica

Questionado sobre as declarações do presidente brasileiro de não seguir as orientações da OMS, Tedros Ghebreyesus disse que as recomendações da organização estão baseadas em ciência

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 27/04/2020 14:14
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da OMSO diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, rebateu, nesta segunda-feira (27/4), as críticas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro, que insinuou na semana passada que não seguiria as recomendações do órgão por Tedros não ser médico.

De acordo com o diretor-geral, as recomendações da OMS estão baseadas na ciência e que os países que seguiram os conselhos estão em melhor situação atualmente, se comparados aos que não escutaram.

"Na OMS só podemos dar conselhos. Não temos mandato para impor nada. Cabe a cada país aceitar ou não;, disse. ;Mas o que garantimos é que damos nossas orientações com base nas melhores evidências e ciência;, disse.

[SAIBAMAIS]Ghebreyesus lembrou ainda que a OMS declarou emergência mundial por causa do novo coronavírus em 30 de janeiro, quando havia apenas 82 casos fora da China. O diretor-geral disse ainda que assim como os países são livres para aceitarem ou não as diretrizes da OMS, também é de autoria de cada nação assumir as responsabilidades sobre o avanço da Covid-19.

"Damos a melhor recomendação possível. Cabe aos países aceitar ou rejeitar. É responsabilidade de cada um. Não temos poder de impor. Espero que isso seja muito claro, para todos os países", afirmou.

Críticas em live

No dia 23 de abril, o presidente Bolsonaro criticou o diretor-geral da OMS em uma live na sua página no Facebook. O comentário feito era uma justificativa do chefe do Executivo sobre a cobrança que tem recebido para seguir as recomendações da pasta.

;Estou respondendo processos dentro e fora do Brasil, sendo acusado de genocídio, por ter defendido uma tese diferente da OMS. Pessoal fala tanto em seguir a OMS. O diretor presidente da OMS é medico? Não é medico! Sabia disso?

O etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus não é formado em medicina, mas em biologia, tem mestrado e doutorado em saúde pública e foi ministro da Saúde e das Relações Exteriores da Etiópia entre 2005 e 2012. Ele também foi presidente do Conselho Executivo da União Africana, presidente do Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária, além de acumular outras diversas experiências ligadas à área da saúde.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação