Mundo

Curtas

postado em 05/05/2020 04:05

Aumento de contágios no Irã

O Irã reabriu as mesquitas nos municípios menos afetados pela pandemia da Convid-19, mas o país registrou um aumento significativo do número de mortes e de novos casos de infecção. Entre domingo ao meio dia e ontem no mesmo horário, as autoridades iranianas contabilizaram 74 mortes. Até o fechamento desta edição, o número de infectados chegava a 98.647 ; 1.223 novos contágios no mesmo período. O novo saldo representa um grande rebote desde o dia anterior, quando a República Islâmica relatou 47 mortes, a menor quantidade diária em 55 dias. Com a maioria das mesquitas fechadas desde o fim de fevereiro, o Estado autorizou a reabertura em 132 municípios considerados com baixo risco de propagação do coronavírus. O Irã possui 434 municípios divididos em 31 províncias. O Ministério da Saúde decretou que os fiéis devem usar máscaras e luvas ao entrar nas mesquitas, e podem permanecer somente por meia hora, no momento da oração, e utilizando seus objetos pessoais de culto, como o tasbih (semelhante a um rosário católico).

Bloqueio contra enterros

Centenas de hondurenhos bloquearam uma estrada no leste da capital, Tegucigalpa, para impedir o enterro de vítimas da Covid-19 em um cemitério próximo a suas comunidades, informaram manifestantes. Cerca de 300 vizinhos de 20 comunidades colocaram pedras e galhos de árvore (foto) no meio de uma estrada entre Tegucigalpa e Olancho, a 10 km da capital. Segundo um manifestante, em outros locais próximos a Tegucigalpa, os moradores rechaçaram os enterros e não permitirão que levem vítimas do novo coronavírus. O vice-ministro da Saúde, Roberto Cosenza, disse que, em várias áreas de Honduras, moradores ;não deixaram passar carros fúnebres que seguiam para certas comunidades, e o parente tem que andar com o corpo; procurando onde enterrá-lo.

1.162.563

Número de pacientes infectados pelo novo coronavírus que se recuperaram em todo

o mundo, segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA).

Rússia tem 145 mil casos

A Rússia registrou novo aumento no número de infecções diárias por coronavírus e já excede 145 mil doentes. De acordo com estatísticas oficiais, entre domingo e ontem, houve 10.581 novos casos de Covid-19 ; 52 a menos do que no recorde de domingo. Até o fechamento desta edição, o país confirmou 145.268 casos e 1.356 mortos. O novo coronavírus também infectou o primeiro-ministro, Mikhail Michustin, e o ministro da Construção, Vladimir Yakushev. Enquanto muitos países europeus começam um desconfinamento gradual, a Rússia se tornou o país da Europa com o maior número de infecções diárias. A taxa de mortalidade permanece baixa, no entanto, comparada à Itália, Espanha ou Estados Unidos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação