Mundo

IA ajuda a filtrar pesquisas

postado em 05/05/2020 04:06
A inteligência artificial (IA) pode ajudar quais pesquisas em andamento podem, de fato, acelerar o desenvolvimento de tratamentos e vacinas contra o novo coronavírus. Essa é a proposta de pesquisadores americanos apresentada na última edição da revista Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas). Eles criaram um sistema computacional que ajuda a definir quais trabalhos têm mais chances de gerar mais resultados positivos em menos tempo.

Os autores enfatizam, no artigo, que a tendência é de que as investigações científicas seguem em um ritmo acelerado sem precedentes, e que deve aumentar ainda mais, já que centros especializados norte-americanos, como a Food and Drug Administration (FDA) e o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, anunciaram planos para acelerar ensaios clínicos, com humanos, para possíveis tratamentos e vacinas.

É mais do que urgente, portanto, identificar quais estudos têm maior potencial de aplicação clínica em menos tempo. Para responder a essa pergunta, os cientistas desenvolveram um algoritmo capaz de analisar estudos em andamento e prever quais têm maior probabilidade de serem replicados. ;A replicação significa que os resultados podem ser produzidos uma segunda vez, com uma nova população de teste. É um sinal importante de que as conclusões são válidas;, explica, em comunicado, Brian Uzzi, pesquisador da Universidade de Northwestern e principal autor do estudo.

Padrões
Os criadores da tecnologia destacam que a previsão indicada pelo algoritmo pode ser mais precisa do que as tradicionais, feitas por meio de cálculos e pontuações humanos. ;Há muitas informações valiosas sobre como os autores de estudos explicam seus resultados. As palavras que eles usam revelam a confiança em suas descobertas, mas é difícil para o ser humano detectar isso;, afirma Brian Uzzi. ;Como o algoritmo examina as palavras de milhares de artigos, ele reconhece padrões de escolha de palavras que podem estar ocultos na consciência humana. Ele tem um esquema muito maior para se basear em suas previsões, o que o torna um parceiro extraordinário para revisores humanos;, complementa.

O modelo de IA já pode ser usado para analisar trabalhos relacionados à Covid-19 e determinar rapidamente quais são os mais promissores. ;Essa ferramenta é particularmente útil nessa situação de crise. Isso pode nos dar uma estimativa precisa do que vai funcionar e não funcionar muito rapidamente. Agora, mais do que nunca, é essencial que a comunidade de pesquisa opere de maneira enxuta, concentrando-se apenas nos estudos que têm uma promessa real;, enfatizam os criadores.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação