Mundo

China anuncia lançamento de novo foguete com nave espacial

O sucesso do lançamento é um grande teste de suas ambições de operar um estação espacial permanente e enviar astronautas para a Lua

Agência France-Presse
postado em 05/05/2020 10:34
Um longo foguete 5B de março decola do local de lançamento de Wenchang, no sul da ilha de Hainan, na China nesta terça-feira.A imprensa estatal da China anunciou nesta terça-feira (5/5) o lançamento com sucesso de um novo foguete com um protótipo de nave espacial com capacidade para seis tripulantes, que será utilizada para voos orbitais e missões à Lua.

O foguete Longa Marcha 5B, em seu primeiro voo, decolou da base de Wenchang, na ilha de Hainan (sul), com a nova nave - sem tripulantes - e alcançou a órbita prevista, afirmou a agência de notícias Xinhua.

A nave foi projetada para transportar tripulantes à futura estação espacial chinesa e à Lua.

Desde 1999, a China já lançou várias naves "Shenzhu", construídas com base no modelo da "Soyuz" soviéticas e depois russas.

O novo veículo espacial chinês é considerado mais seguro e com maior resistência ao calor para a reentrada na atmosfera. Além disso, é mais longo (8,8 metros) e mais pesado (21,6 toneladas).

Como também é parcialmente reutilizável, abre novos horizontes para o programa espacial tripulado chinês.

A futura estação espacial chinesa (CSS), denominada Tiangong ("Palácio celeste" em mandarim), terá três partes: um módulo principal de quase 17 metros de comprimento (área de convivência e de trabalho) e dois módulos anexos (para experimentos científicos).

A montagem no espaço deve começar este ano graças ao novo foguete Longa Marcha 5B e terminará em 2022.

A China, que está investindo bilhões de euros em seu programa espacial, colocou em órbita vários satélites, por conta própria ou em parceria com outros países.

No início de 2019, o país se tornou a primeira nação a pousar uma sonda no lado oculto da Lua.

Dentro de alguns meses, o país deve lançar uma sonda com destino à Marte, planeta ao qual também espera enviar uma missão tripulada dentro de 10 anos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação