Mundo

Ex-presidente da África do Sul denuncia que um dos filhos foi envenenado

Jacob Zuma afirmou em entrevista que o filho foi envenenado ao fazer o tratamento para uma doença

Agência France-Presse
postado em 06/05/2020 13:25
Ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma.O ex-presidente sul-africano Jacob Zuma denunciou em uma entrevista no YouTube que um de seus filhos foi envenenado em 2018, depois que as tentativas de assassiná-lo falharam.

Na falta de "tirar a minha vida, atacaram o jovem de uma maneira muito cruel, porque interferiram no seu tratamento para envenená-lo", disse, sem fornecer evidências dessas alegações.

Seu filho Nhlakanipho Vusi Zuma "sofria de uma doença que pode ser controlada até envelhecer, mas morreu repentinamente", explicou Jacob Zuma, de 78 anos, no vídeo de 45 minutos.

"Agora que sei como ele morreu, dói ainda mais. Sei que foram as pessoas que tentaram me matar que tomaram a decisão de fazer algo que me machucaria", acrescentou.

Em julho de 2019, ante uma comissão encarregada de investigar a corrupção durante seu mandato (2009-2018), Zuma afirmou ter "sobrevivido a várias tentativas de assassinato", que ele atribuiu a três "organizações de inteligência", sem nomeá-las.

Zuma liderou a África do Sul de 2009 a fevereiro de 2018, quando foi forçado a renunciar por seu próprio partido, o Congresso Nacional Africano (ANC), devido aos inúmeros escândalos de corrupção nos quais o presidente estava envolvido.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação