Mundo

Coronavírus: Índia repatria quase 700 cidadãos bloqueados nas Maldivas

Os repatriados não puderam voltar para casa depois que a Índia proibiu a chegada de todos os voos no início de março

Agência France-Presse
postado em 10/05/2020 19:08
Os repatriados não puderam voltar para casa depois que a Índia proibiu a chegada de todos os voos no início de marçoCochim, Índia - Um navio da Marinha com cidadãos que estavam nas Maldivas chegou à Índia neste domingo(10), em uma operação de repatriamento para milhares de indianos bloqueados no exterior devido às medidas impostas pela pandemia de covid-19.

Os repatriados não puderam voltar para casa depois que a Índia proibiu a chegada de todos os voos no início de março, uma das medidas tomadas para conter a propagação do novo coronavírus.

O navio "INS Jalashwa" atracou no porto de Cochin, no sudoeste do país, procedente de Malé - a capital das Maldivas - com 698 Indianos a bordo. No mesmo dia, 326 indianos procedentes de Londres desembarcaram no aeroporto de Bombaim. Evacuados de Cingapura e Uzbequistão chegaram ao país em voos diferentes.

Outro navio de guerra, o "INS Magar", deixou Malé na noite de domingo com 202 evacuados com destino a Cochin. Cerca de 4.000 dos 27.000 indianos que residem nas Maldivas voltaram para casa.

Satish Kumar, que perdeu o emprego nas Maldivas em fevereiro, estava preocupado com o desembarque do INS Jalashwa no domingo. Segundo ele, as pessoas não cumpriam o distanciamento social a bordo, apesar dos esforços dos marinheiros.

"Na hora de comer, havia apenas um balcão. Todos se alinhavam em frente a ele, todos juntos", disse Kumar à AFP.

[SAIBAMAIS]A operação é parte de um plano de repatriamento para quase 15.000 indianos em doze países e deve continuar nas próximas semanas para retornar outros cidadãos isolados na Europa e no Sudeste Asiático.

A Índia começou a moderar seu confinamento, mas os voos domésticos e internacionais continuam suspensos. O país registrou 62.939 casos de covid-19 e 2.109 mortes, segundo dados fornecidos pelas autoridades neste domingo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação