Mundo

Covid-19: Espanha inicia controle de chegadas do exterior para evitar surto

O número de mortes chega a 27.459 no país, com mais de 230 mil casos diagnosticados oficialmente

Agência France-Presse
postado em 15/05/2020 11:20
A Guarda Civil Espanhola verifica documentos que permitem que os passageiros viajem no aeroporto Los Cangrejos, nas Ilhas Canárias de El Hierro, em 11 de maio de 2020.A Espanha começou a controlar, nesta sexta-feira (15/5), a chegada de pessoas do exterior a seus aeroportos, verificando sua temperatura e colocando-as em uma quarentena de 14 dias, para evitar uma nova onda do coronavírus.

A remissão da epidemia permite que cerca de metade dos 47 milhões de espanhóis desfrute de um confinamento mais relaxado desde a última segunda-feira, com terraços abertos e reuniões familiares permitidas.

A flexibilização do confinamento poderá ser expandida para outras regiões, nesta sexta-feira, pelo Ministério da Saúde.

Entre as áreas ainda confinadas, estão as duas cidades mais importantes do país, Madri e Barcelona, cujos respectivos governos regionais exigiram a suspensão de algumas restrições.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas foram registradas 138 novas mortes por coronavírus, um dos números mais baixos em semanas.

O número de mortes chega a 27.459 no país, com mais de 230 mil casos diagnosticados oficialmente. Do total de novos óbitos, 64% ocorreram nas regiões de Madri e Catalunha, onde fica Barcelona.

"O risco de ressurgimento existe" e, em algumas partes do território, é "muito importante", alertou o diretor de Emergências de Saúde, dr. Fernando Simón.

Um dos países mais atingidos pela COVID-19, a Espanha aplicou desde meados de março um dos mais rígidos confinamentos da Europa. A medida será suspensa de forma cautelosa e por fases até o final de junho, período em que as viagens inter-regionais estarão proibidas.

Para evitar "inconsistências" nesse processo e possíveis surtos do exterior, as autoridades impuseram 14 dias de quarentena nesta sexta-feira aos passageiros que chegarem do exterior. Eles poderão sair às ruas somente com uma máscara e para atividades essenciais.

Além disso, o governo autorizou cinco aeroportos de entrada para viajantes internacionais (Madri, Barcelona, Maiorca, Gran Canária e Málaga) e oito portos.

Imagens divulgadas pelo governo espanhol mostraram como os controles de temperatura estão sendo realizados em viajantes no aeroporto de Madri-Barajas. Todos devem preencher um formulário.

Segundo o ministro do Interior espanhol, Fernando Grande-Marlaska, em entrevista à estação de rádio Cadena Ser, as autoridades perguntam aos passageiros "onde eles estarão, seja residindo, seja hospedados (...) e um número de contato para que possam ser localizados".

Hoje, o Ministério também estendeu até 15 de junho a proibição de entrada no território espanhol de todos os estrangeiros que não se dirijam para seu lugar de residência habitual, à exceção de trabalhadores transfronteiriços, pessoal de saúde e diplomático, ou transportadores.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação