Mundo

Governo alemão convoca embaixador russo por ciberataques contra Parlamento

A convocação é para discutir possíveis sanções contra Moscou por causa de um ataque de hackers em 2015 ao parlamento alemão

Agência France-Presse
postado em 28/05/2020 12:27
O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha na quinta-feira, 28 de maio de 2020, convocou o embaixador russo para discutir possíveis sanções contra Moscou por causa de um ataque de hackers em 2015 ao parlamento alemão, em uma escalada disputa diplomática.A Alemanha convocou nesta quinta-feira (28/5) o embaixador russo a dar explicações pelo ciberataque que afetou em 2015 a Câmara dos Deputados e os serviços da chanceler Angela Merkel, anunciou o ministério das Relações Exteriores.

Existem "claros indícios" de que o ciberataque foi executado há cinco anos por um suspeito que pertencia na época ao "serviço de inteligência militar" russo GRU, afirma o ministério em um comunicado.

O secretário de Estado alemão para Relações Internacionais, Miguel Berger, "convidou" o embaixador russo, Sergei Netschajew, para conversar sobre o ataque virtual contra o Bundestag e os serviços de Merkel.

"Condenou o ataque de hackers contra o Bundestag", indicou o ministério.

Além de cometer o ataque, os hackers conseguiram os dados pessoais de um serviço de mensagens da chanceler correspondentes ao período 2012-2015.

Há alguns dias, Merkel lamentou as "escandalosas" tentativas de ataques russos e afirmou que tinha "provas tangíveis" sobre a questão, o que foi negado pelas autoridades de Moscou.

Na quarta-feira, Merkel acusou Moscou de "apoiar regimes fantoches em algumas partes do leste da Ucrânia e de atacar as democracias ocidentais, incluindo a Alemanha".

A relação com a Rússia será um dos temas importantes da presidência alemã da UE, que começa no dia 1 de julho, advertiu a chanceler.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação