Mundo

Comissão propõe abertura parcial das fronteiras externas da UE em julho

A retomada das viagens "não essenciais" à UE, não será aplicada a todos os países

Agência France-Presse
postado em 10/06/2020 08:42
Nesta foto de arquivo tirada em 7 de agosto de 2018, uma aeronave de passageiros da Cathay Pacific Airways decola do aeroporto internacional de Hong Kong.O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, anunciou nesta quarta-feira (10/6) que a Comissão Europeia deve propor esta semana aos países do bloco a reabertura "gradual e parcial" das fronteiras externas da União Europeia (UE) a partir de 1 de julho.

A retomada das viagens "não essenciais" à UE, não será aplicada a todos os países, e sim a um número determinado com base em uma série de critérios estabelecidos pelos países europeus e a Comissão, afirmou Borrell.

A medida para conter a pandemia entrou em vigor em 17 de março e, desde então, foi prorrogada nos 27 países do bloco, exceto a Irlanda, assim como em outros quatro países europeus: Suíça, Liechtenstein, Islândia e Noruega.

Na sexta-feira, os ministros europeus do Interior se expressaram a favor da reabertura gradual das fronteiras externas da UE e do espaço de livre circulação Schengen não antes de 1 de julho. Na prática, Bruxelas propõe uma última prorrogação de duas semanas.

A nível interno, os países europeus começaram a suspender os controles em suas fronteiras comuns introduzidos em março, um processo que o chefe da diplomacia comunitária pediu para ser concluído "ao longo do mês de junho".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação