Mundo

Polêmica por desaparecimento de imagem de Churchill no Google

No sábado, todos os retratos podiam ser vistos, exceto o de Winston Churchill, levando a acusações de censura do Google

Agência France-Presse
postado em 14/06/2020 12:09

Foto de Winston Churchill colada durante as manifestações antirracistas em LondresO desaparecimento de uma foto do ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill de uma busca no Google causou polêmica no Reino Unido, no contexto dos protestos antirracistas.

Quando os internautas digitam "Primeiros-ministros britânicos" no motor de busca do Google, as fotos dos chefes de governo britânicos aparecem em uma linha do tempo chamada "Knowledge graph".

No sábado, todos os retratos podiam ser vistos, exceto o de Winston Churchill, levando a acusações de censura do Google.

"Impressionante se essa é uma política deliberada, Google. É quase certo que a Europa Ocidental estaria escravizada se não fosse o homem cuja foto está desaparecida", escreveu Simon Clarke, secretário de Estado para o Crescimento Regional e Governo Local, referindo-se ao herói da Segunda Guerra Mundial.

"Estamos cientes de que falta uma imagem de Sir Winston Churchill em sua entrada no Knowledge Graph no Google", respondeu o mecanismo de pesquisa, garantindo que "não foi intencional e será resolvido".

Muitas outras imagens do líder conservador estavam disponíveis no sábado pela manhã nas pesquisas de imagens ou textos do Google.

No fim de semana passado, a estátua do ex-primeiro ministro perto do parlamento, em Londres foi danificada durante os protestos antirracismo provocados pela morte nos Estados Unidos de George Floyd.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação