Mundo

Forças afegãs tiveram a semana mais 'sangrenta' em 19 anos de conflito

As autoridades dizem que o Talibã aumentou os ataques nos últimos dias

Agência France-Presse
postado em 22/06/2020 10:46
Um vendedor ambulante que vende máscaras espera por clientes em Cabul em 18 de junho de 2020.A semana passada foi "a mais sangrenta" para as forças de segurança afegãs em 19 anos de conflito no país, com 291 mortes nas mãos do Talibã, anunciou o governo de Cabul nesta segunda-feira.

Nesses sete dias "(...) o Talibã lançou 422 ataques em 32 províncias, nos quais mataram 291 membros (das forças de segurança) e feriram 550", escreveu Javid Faisal, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC), um órgão governamental.

"O compromisso do Talibã de reduzir a violência não faz sentido", acrescentou no Twitter.

O Talibã rejeitou os números do governo. "O inimigo quer estragar o processo de paz e as negociações inter-afegãs publicando esses informes falsos", declarou à AFP seu porta-voz Zabihula Mujahid.

As negociações de paz entre o governo e os insurgentes, que atualmente estão em processo de troca de prisioneiros, devem ser iniciadas após um breve cessar-fogo no mês passado.

As autoridades dizem que o Talibã aumentou os ataques nos últimos dias, apesar de uma redução da violência com o cessar-fogo temporário decretado unilateralmente em maio pelos insurgentes para marcar o fim do Ramadã.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação