Mundo

Honduras se complica a cada dia mais, diz presidente internado por covid-19

Com 9,3 milhões de habitantes, Honduras registra, de acordo com o último relatório oficial da noite de sexta-feira, 15.994 contaminados, 471 mortos e 1.678 pessoas recuperadas da doença

Agência France-Presse
postado em 27/06/2020 09:58
Honduras
O presidente hondurenho Juan Orlando Hernández, admitiu na sexta-feira (26/6) que a situação no país "está ficando a cada dia mais complicada" pela covid-19. Hernández está internado pela doença desde 18 de junho.

"O que eu posso ver é que a situação se complica a cada dia mais, fica mais saturada, e são necessários recursos importantes", afirmou o presidente, em uma videoconferência com ministros transmitidos em rede nacional de rádio e televisão ontem à noite. "Esta é uma guerra entre a vida e a morte", acrescentou o presidente, que participou sem ativar o vídeo.

O governante de 51 anos anunciou em 17 de junho que tinha mal-estar e que testes de laboratório confirmaram que ele estava contaminado com o novo coronavírus. Um dia depois, o porta-voz do governo, Francis Contreras, anunciou que o presidente foi internado no Hospital Militar, na capital, por pneumonia.

"Há alguns dias, comecei com sintomas. Achei que fosse outra coisa e perdi três, quatro dias importantes para poder me tratar. Sou uma testemunha de como é preciso ir ao médico", disse ele na videoconferência. "Esta doença, como é desconhecida, é altamente volátil", acrescentou.

Os ministros falaram sobre a contratação de pessoal, a instalação de mais leitos e ventiladores, mas sem apontar que são insuficientes, apesar dos comentários do presidente.

Com 9,3 milhões de habitantes, Honduras registra, de acordo com o último relatório oficial da noite de sexta-feira, 15.994 contaminados, 471 mortos e 1.678 pessoas recuperadas da doença.

Hospitais públicos e privados entraram em colapso e, agora, as autoridades estão improvisando salas para cuidar de pacientes. Muitos apenas morrem, sem conseguir tratamento.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação