Publicidade

Correio Braziliense

Na ONU, líder de Hong Kong pede respeito as medidas de segurança nacional

O pedido foi feito em um discurso, durante uma reunião da ONU, nesta terça-feira à comunidade internacional


postado em 30/06/2020 09:52

A executiva-chefe de Hong Kong, Carrie Lam, é vista em uma tela gigante remotamente, abordando a abertura da 44ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em 30 de junho de 2020, em Genebra.(foto: Fabrice COFFRINI / AFP)
A executiva-chefe de Hong Kong, Carrie Lam, é vista em uma tela gigante remotamente, abordando a abertura da 44ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em 30 de junho de 2020, em Genebra. (foto: Fabrice COFFRINI / AFP)
A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, pediu nesta terça-feira à comunidade internacional que respeite o direito a garantir a segurança nacional neste território semiautônomo, em um discurso durante uma reunião da ONU.

"Peço à comunidade internacional que respeite o direito de nosso país de garantir a segurança nacional e as aspirações à estabilidade e harmonia da população de Hong Kong", disse Lam em uma mensagem por vídeo exibida na abertura da 44ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra.

Lam afirmou que a polêmica lei afetará apenas uma "pequena minoria" e não terá efeito retroativo.

A chefe do Executivo disse que "todos os países que apontam o dedo para a China adoram a própria legislação em termos de segurança nacional" e que por isto "não há nenhuma razão válida" para que a China não faça o mesmo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade