Publicidade

Correio Braziliense

Campanha de Biden supera pelo segundo mês seguido Trump em arrecadação

Biden, o Comitê Nacional Democrata e outros arrecadadores somaram 141 milhões de dólares em junho, o melhor resultado mensal para a campanha


postado em 02/07/2020 10:07

O candidato presidencial democrata dos EUA Joe Biden.(foto: BRENDAN SMIALOWSKI / AFP)
O candidato presidencial democrata dos EUA Joe Biden. (foto: BRENDAN SMIALOWSKI / AFP)
A campanha do democrata Joe Biden superou pelo segundo mês consecutivo a arrecadação do comitê reeleição de Donald Trump, de acordo com dados divulgados na quarta-feira (1/7) que mostram um crescente entusiasmo pelo rival do presidente americano.

Biden, o Comitê Nacional Democrata e outros arrecadadores somaram 141 milhões de dólares em junho, o melhor resultado mensal para a campanha e 10 milhões de dólares acima do arrecadado por Trump e o Comitê Nacional Republicano.

O segundo trimestre de 2020 foi de recordes para as duas campanhas, com Biden arrecadando 282,1 milhões de dólares, contra 266 milhões de Trump para o período abril-junho.

"Isto significa que pelo segundo mês consecutivo superamos a campanha de Trump", afirmou em um comunicado a chefe de campanha de Biden, Jen O'Malley Dillon.

De acordo com os dados, 68% dos doadores de Biden em junho contribuíram pela primeira vez à campanha.

A campanha de Trump afirmou que tem 295 milhões de dólares em caixa e que dispõe de "ampla" vantagem em liquidez sobre Biden.

A equipe do democrata não especificou o valor que possui disponível.

Biden lidera com 9,4% de vantagem as intenções de voto no conjunto do país, de acordo com a média das pesquisas feita pelo site RealClearPolitics.

O democrata também aparece na dianteira em vários "swing states", estados cruciais para conquistar a presidência e que ajudaram na vitória de Trump em 2016, como Flórida, Pensilvânia e Wisconsin.

A popularidade de Trump caiu por sua gestão da pandemia e pela crise econômica que esta provocou, assim como por sua resposta aos recentes protestos antirracistas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade