Mundo

Sexo com quarentenados pode ter provocado 2ª onda de covid-19 na Austrália

Funcionários de hotéis que recebem viajantes do exterior alegam não terem recebido treinamento adequado e alguns confessaram ter transado com hóspedes em quarentena

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 03/07/2020 17:47
Vista de rua vazia em MelbourneReferência no controle da covid-19, a Austrália investiga um aumento de casos na cidade de Victoria, no estado de Melbourne. O foco do problema seria um hotel para o qual são transferidas as pessoas que chegam do exterior. Funcionários contratados para trabalhar no local relataram não terem recebido treinamento adequado e alguns confessaram até terem feito sexo com os quarentenados.

Apenas cidadãos australianos ou com residência permanente podem entrar no país. Antes de voltar para casa, porém, eles precisam ficar 14 dias confinados em hotéis, que vêm sendo gerenciados pelo governo. Citando publicações locais, a rede norte-americana CNN afirma que 31 casos de covid-19 foram identificados em apenas um desses estabelecimentos, o Stamford Plaza. Também há registro de novas infecções em ao menos um outro hotel.

Ainda segundo a CNN, funcionários que atuam nos locais reclamaram de não terem recebido o treinamento adequado para lidar com os quarentenados. Um deles disse ter recebido uma orientação de cinco minutos. Alguns dos trabalhadores contratados chegaram a transar com hóspedes em quarentena ; o que contraria as recomendações para evitar a propagação do novo coronavírus.

[SAIBAMAIS]O primeiro-ministro australiano, Daniel Andrews, disse que o aumento de casos poderia estar relacionado a uma "violação do controle de infecções no programa de quarentena de hotéis". As autoridades locais, contudo, não confirmam a possibilidade de um contato íntimo entre funcionários e quarentenados, mas afirmam que isso seria inaceitável e garantem que investigarão as denúncias.

Na quarta-feira (1;/7), Melbourne registrou 73 novos pacientes com covid-19, chegando a 370 casos ativos. Em toda a Austrália, foram registrados 8.255 casos e 104 mortes provocadas pelo novo coronavírus. Diante da escalada, o primeiro-ministro anunciou que nenhum viajante internacional poderá entrar no estado pelas próximas duas semanas. Além disso, o programa de quarentena em hotéis será reiniciado, sob supervisão da entidade que administra as prisões locais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação