Publicidade

Correio Braziliense

Itália considera estender estado de emergência por coronavírus

País mais afetado na Europa pela pandemia, a Itália registrou quase 35.000 mortos e mais de 242.000 casos de contágio


postado em 10/07/2020 10:46

(foto: STR/AFP )
(foto: STR/AFP )
Roma, Itália - O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, admitiu nesta sexta-feira (10) a possibilidade de prorrogar o estado de emergência declarado pela pandemia de coronavírus, cujo prazo expira em 31 de julho.

O estado de emergência, que facilita a tomada de decisões e de medidas, foi decretado em 31 de janeiro, após a detecção dos primeiros casos de coronavírus no país.

"Existem condições razoáveis para estender o estado de emergência até depois da data de 31 de julho", declarou Conte à imprensa, em Veneza.

"O estado de emergência foi usado para manter o vírus sob controle. Ainda não decidimos, mas estamos razoavelmente avançando nessa direção", acrescentou.

"É uma decisão coletiva, que tomaremos durante o Conselho de Ministros (...) Uma possível extensão significa que poderemos continuar tomando as medidas necessárias, incluindo aquelas de pequeno alcance", explicou o chefe de governo italiano.


O vírus parece estar sob controle, com 12 mortes nas últimas 24 horas, contra 15 na quarta-feira, e 30, na terça. Já o número de novos casos aumentou pelo segundo dia consecutivo, com 229 registros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade