Publicidade

Correio Braziliense

Duas bases militares dos EUA no Japão são confinadas por casos de covid-19

As autoridades regionais de Okinawa registraram 150 casos de covid-19 na população civil


postado em 13/07/2020 10:31

(foto: Igor Nascimento/Secretaria de Saúde de Alagoas)
(foto: Igor Nascimento/Secretaria de Saúde de Alagoas)
Tóquio, Japão - Duas bases militares dos Estados Unidos em Okinawa (sul do Japão) foram confinadas diante do aumento de casos de coronavírus, causando nova polêmica na ilha pela criticada presença de tropas americanas.

Chega a 95 o número de contágios nas bases, após a confirmação de 32 novos casos nesta segunda-feira, declararam as autoridades japonesas de Okinawa. A base de marines de Camp Hansen e a base aérea de Futenma estão confinadas desde este último fim de semana, com restrições de entrada e saída.

O anúncio destas infecções avivou as tensões com as autoridades de Okinawa, onde se questiona a forte presença militar dos Estados Unidos.

O arquipélago de Okinawa foi ocupado pelos Estados Unidos durante a Segunda Guerra mundial e devolvido para o Japão em 1972. Ainda hoje, porém, abriga grande parte dos 50.000 militares americanos estacionados no país.

O governador da região, Denny Tamaki, disse no sábado estar "chocado" com o número de casos de coronavírus nas bases norte-americanas da ilha. "Não consigo evitar ter sérias dúvidas" sobre a eficácia de suas medidas de proteção, disse Tamaki à imprensa.

Ainda não se desconhece a origem dos focos nas bases dos EUA. As autoridades regionais de Okinawa registraram 150 casos de covid-19 na população civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade