Mundo

Presidente do Peru faz trocas em seu gabinete, incluindo ministro da Saúde

A saída do ministro da Saúde, Víctor Zamora, substituído por Pilar Mazzetti, é a mudança mais notável após as constantes críticas que recebeu pela administração da crise no país

Agência France-Presse
postado em 15/07/2020 15:53
A saída do ministro da Saúde, Víctor Zamora, substituído por Pilar Mazzetti, é a mudança mais notável após as constantes críticas que recebeu pela administração da crise no paísO presidente peruano Martín Vizcarra nomeou um novo ministro da Saúde nesta quarta-feira(15), o terceiro desde que a pandemia eclodiu no país há quatro meses.

A nomeação faz parte de uma ampla reforma de seu gabinete, que também inclui um novo primeiro-ministro. Desde o aparecimento dos casos do novo coronavírus, o mandatário do país mudou 11 dos seus 18 ministros.

A saída do ministro da Saúde, Víctor Zamora, substituído por Pilar Mazzetti, é a mudança mais notável após as constantes críticas que recebeu pela administração da crise no país.

O Peru está em segundo lugar em numero de casos na América Latina(mais de 333.000 ), atrás apenas do Brasil.

[SAIBAMAIS]O número oficial de mortos pela COVID-19 subiu para 12.229, a terceira maior taxa entre os países da região depois do vizinho sul-americano e o México, mas os críticos de Zamora afirmam que as vítimas fatais já ultrapassaram os 30 mil.

Vizcarra nomeou Mario López Chavarri como seu novo chanceler, substituindo Gustavo Meza-Cuadra, ambos diplomatas de carreira.

O ex-chefe da Força Aérea, Jorge Montoya, assumiu o Ministério do Interior. Uma nomeação que pode significar uma reviravolta na luta contra a criminalidade no país.

Os novos ministros assumiram seus cargos em uma cerimônia no Palácio de Governo em que Vizcarra e seus colaboradores utilizaram máscaras.

"Estou seguro que com este novo gabinete vamos avançar e cumprir com o curso que planejamos", disse Vizcarra.

Pilar Mazzetti é uma prestigiosa neurologista e ex-ministra que lidera o comando que assessora o governo no combate à pandemia.

"Não posso deixar de agradecer o presidente Martin Vizcarra pela grande honra de me oferecer sua confiança e por ter me encarregado da responsabilidade de liderar o setor de saúde", disse Zamora em uma mensagem de despedida em sua conta no Twitter.

A nova ministra da Saúde tem experiência no setor público, uma vez que já ocupou a pasta na gestão do presidente Alejandro Toledo (2001 - 2006) e foi ministra do Interior durante o segundo mandato de Alan Garcia (2006 - 2011).

Zamora havia assumido o cargo em 21 de março no lugar de Elizabeth Hinostroza, uma semana depois do Peru ter decretado um confinamento obrigatório em escala nacional que durou até 30 de junho.

À frente do gabinete, Vizcarra designou Pedro Cateriano como seu primeiro-ministro, um advogado liberal que já ocupou este mesmo cargo durante o governo do presidente Ollanta Humala (2011 - 2016). Ele sucede Vicente Zeballos, que ocupava a cadeira desde 30 de setembro de 2019.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação