Mundo

Homem é ouvido pela polícia após incêndio em catedral gótica de Nantes

O incêndio, que começou no sábado na catedral de São Pedro e São Paulo, um edifício do século XVI, destruiu vitrais e obras de arte, incluindo o grande órgão

Agência France-Presse
postado em 19/07/2020 09:27

Catedral de são pedro e são paulo em nantes, na frança, após incêndioNo dia seguinte ao incêndio que danificou a catedral gótica de Nantes, no oeste da França, um voluntário da diocese foi colocado sob custódia policial neste domingo (19/7), enquanto os agentes trabalham para tentar determinar a origem do fogo.

O voluntário "era o responsável por fechar a catedral na sexta-feira à noite e os investigadores desejam esclarecer certos elementos do cronograma dessa pessoa", explicou à AFP Pierre Senn;s, procurador da República de Nantes.

Os investigadores desejam ouvir esse homem "sobre a condições de fechamento da catedral" São Pedro e São Paulo, mas Senn;s ressaltou que "qualquer interpretação que possa implicar essa pessoa na prática dos fatos é prematura e precipitada".

O incêndio, que começou no sábado na catedral de São Pedro e São Paulo, um edifício do século XVI, destruiu vitrais e obras de arte, incluindo o grande órgão.

O incêndio reviveu as dolorosas lembranças do incêndio da catedral de Notre-Dame de Paris em 15 de abril de 2019, mesmo que o fogo tenha sido rapidamente contido.

Nenhum vestígio de invasão no nível do acesso externo foi constatado, lembrou no sábado o procurador.

Segundo o padre Hubert Champenois, reitor da catedral entrevistado pela AFP no sábado, "tudo estava em ordem" na sexta-feira à noite. "Todas as noites, antes de fechar, é realizada uma inspeção muito precisa", afirmou.

Mas há muitas dúvidas sobre a origem do incidente, porque foram observados "três focos de incêndio separados" dentro da catedral.

"Entre o grande órgão, que fica na fachada do primeiro andar, e os outros focos há uma distância substancial", observou o procurador no sábado.

Esta manhã, um grande perímetro de segurança em frente à catedral mantinha os curiosos afastados, observou um fotógrafo da AFP.

Desde a tarde de sábado, especialistas em incêndio do laboratório da polícia científica e técnica trabalham para tentar determinar a origem do incidente como parte da investigação aberta por "incêndio intencional".

O primeiro-ministro Jean Castex, acompanhado pelos ministros do Interior, Gérald Darmanin, e da Cultura, Roselyne Bachelot, visitou Nantes no sábado à tarde, em homenagem "à dedicação e ao grande profissionalismo dos bombeiros mobilizados desde o início do incidente e que o administraram com eficiência notável".

Ele prometeu que o Estado "fará sua parte" na reconstrução, "que eu desejo que aconteça o mais rápido possível".

A construção da catedral de São Pedro e São Paulo, em estilo gótico extravagante, durou vários séculos (de 1434 a 1891).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação