Mundo

Nesta segunda-feira Irã executa homem condenado por espionar para CIA

Moussavi Majd foi condenado por fornecer informações aos EUA e a Israel sobre os movimentos do general iraniano Qassem Soleimani, morto por um drone dos EUA em Bagdá

Agência France-Presse
postado em 20/07/2020 08:45
Foto de arquivo em que manifestantes sírios se reúnem na praça central de Saadallah al-Jabiri, na cidade de Aleppo, no norte da Síria, em 7 de janeiro de 2020, para lamentar e condenar a morte do comandante militar iraniano Qasem Soleimani (retrato) e nove outros em um ataque aéreo dos EUA em Bagdá.O Irã executou, nesta segunda-feira (20/7), um homem que havia sido condenado por espionar as Forças Armadas em nome dos Estados Unidos e Israel e por ter ajudado a localizar um general iraniano morto com um drone - anunciou a Justiça.

"A sentença de Mahmud Musavi Majd foi executada na segunda-feira de manhã por espionagem, para que o caso de traição a seu país fique encerrado para sempre", disse o site oficial da Justiça iraniana, Mizan Online.

Moussavi Majd foi condenado por fornecer informações aos Estados Unidos e a Israel sobre os movimentos do general iraniano Qassem Soleimani, morto por um drone dos EUA em Bagdá.

Soleimani morreu em um ataque americano de drone do lado de fora do Aeroporto Internacional de Bagdá, em 3 de janeiro passado.

Venerado no Irã, o general era o arquiteto da estratégia militar do país na região, em especial no Iraque e na Síria.

Abou Mehdi al-Mouhandis, líder das milícias do Iraque favoráveis ao Irã, também morreu no ataque.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação