Mundo

Uso de pistola d'água em batismos e bênçãos ficou comum na pandemia

Religiosos encontraram nas armas de brinquedo uma ferramenta para fazer batismos e dar bênçãos sem desrespeitar o distanciamento social

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 21/07/2020 17:41
[VIDEO1]
Padres apontando armas para pessoas é uma cena inimaginável. Bom, ao menos era até a pandemia do novo coronavírus virar tudo de cabeça para baixo. Nas últimas semanas, as redes sociais têm sido povoadas justamente por imagens assim: líderes religiosos apontando armas (de brinquedo, felizmente) para crianças e fiéis. Tudo em nome do distanciamento social.

Pelos relatos dos internautas, líderes religiosos de diferentes lugares encontraram nas pistolas d;água uma ferramenta eficaz para realizar batismos e bênçãos sem abrir mão da proteção contra a covid-19.

Uma das fotos que mais circula na internet é a do batismo do pequeno Wesley James, filho de Mary e Kyle Nielson, um casal do Minnesota (EUA). Na imagem (veja acima), o bebê é batizado a distância pelo padre graças a um revólver d;água.

Outro padre que faz sucesso é Tim Pelc (foto abaixo), que costuma ficar em frente à igreja pela qual é responsável em Detroit, no estado americano de Michigan, com sua pistola de água para abençoar os fiéis. À rede CNN, o religioso garantiu que a água lançada é esterilizada.

[VIDEO2]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação