Mundo

Russos são detidos em Belarus suspeitos de preparar ''atos de terrorismo''

Foram detidas 32 pessoas. As autoridades ainda procuram outros 170 suspeitos de participar de ''atos de terrorismo'' em Belarus

Agência France-Presse
postado em 30/07/2020 08:44
Um homem dirige um carro passando por uma faixa enorme informando a eleição presidencial de 9 de agosto em Minsk em 30 de julho de 2020.Os 32 russos de um grupo militar considerado próximo ao Kremlin e detidos em Belarus são suspeitos de preparar "atos de terrorismo" antes das eleições presidenciais, anunciaram nesta quinta-feira as autoridades de Minsk.

"As pessoas detidas são suspeitas de preparar atos de terrorismo no território de Belarus", afirmou o secretário de Estado do Conselho de Segurança Nacional, Andrei Ravkov, que confirmou ainda que as autoridades procuram outros 170 possíveis suspeitos.

"De acordo com algumas informações eram até 200 e procuramos os outros. Eles são com uma agulha no palheiro", completou.

As eleições presidenciais de Belarus estão programadas para 9 de agosto.

O autoritário presidente Alexander Lukashenko, no poder desde 1994 e que busca o sexto mandato, acusa a Rússia de apoiar seus opositores.

As relações entre Rússia e Belarus são tradicionalmente cordiais, mas também registram momentos de tensão por disputas no setor de energia.

Nos últimos meses, Lukashenko denunciou a pressão russa e as tentativas de manipular as eleições presidenciais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação