Mundo

Fiéis chegam ao Monte Arafat, etapa crucial da peregrinação a Meca

Este ano, apenas 10 mil pessoas residentes no país participam do Hajj, contra 2,5 milhões em 2019

Agência France-Presse
postado em 30/07/2020 12:54
Uma foto divulgada pelo Ministério de Mídia da Arábia Saudita, em 30 de julho de 2020, mostra os peregrinos muçulmanos participando das orações na Mesquita Namira, no dia de Arafat, o clímax da peregrinação do Hajj na cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita.Um reduzido número de fiéis muçulmanos se dirigiu ao Monte Arafat nesta quinta-feira (30/7) para pedir perdão a Deus, um dos grandes momentos do Hajj, a tradicional peregrinação anual a Meca, marcada este ano pelo uso de máscara e pelo distanciamento físico.

As autoridades montaram um cordão de segurança na base da colina rochosa, o Monte da Misericórdia, como parte das medidas de prevenção contra o coronavírus.

De máscaras e respeitando a distância física, os peregrinos foram levados de ônibus, saindo do vale de Mina, como mostram imagens da televisão saudita.

Depois que terem sua temperatura verificada, assistiram a um sermão traduzido para dez idiomas. Na sequência, subiriam o monte Arafat.

Este ano, apenas 10 mil pessoas residentes no país participam do Hajj, contra 2,5 milhões em 2019.

À noite, os peregrinos seguirão para Muzsalifah, onde passarão a noite. Na sexta-feira, celebram a Aid al-Adha, a Festa do Sacrifício, e iniciarão o simbólico ritual de apedrejar Satã.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação