Mundo

Polícia frustra tomada de refém e ameaça de bomba na Ucrânia

O sequestrador entrou em um banco no complexo Leonardo, no centro de Kiev, e disse carregar uma bomba em sua mochila

Agência France-Presse
postado em 03/08/2020 10:33
Jornalistas se reuniram em frente aos policiais da Ucrânia, usando máscara protetora, vigiando e delimitando um perímetro de segurança enquanto membros das forças especiais ucranianas atacam em um banco no centro da capital ucraniana, Kiev, em 3 de agosto de 2020, onde um homem foi levado um refém.Um jovem fez uma pessoa de refém e ameaçou detonar uma bomba em um centro de negócios em Kiev - informou o Ministério ucraniano do Interior nesta segunda-feira (3/8), depois da detenção do agressor.

O sequestrador entrou em um banco no complexo Leonardo, no centro de Kiev, e disse carregar uma bomba em sua mochila, relatou o vice-ministro do Interior, Anton Guerashchenko, em sua conta no Facebook.

Conforme as primeiras informações, o agressor é um cidadão uzbeque de 32 anos, acrescentou o vice-ministro.

"De acordo com suas mensagens nas redes sociais, trata-se de uma pessoa desequilibrada mentalmente", continuou.

"Uma mulher que dirige esta agência bancária decidiu ficar no edifício", disse a mesma fonte, por telefone, à AFP.

Um homem tomou um refém e ameaçava detonar um dispositivo explosivo em um centro de negócios na capital ucraniana Kiev nesta segunda-feira.O indivíduo exigiu que a polícia fosse chamada, enquanto os demais funcionários deixavam o banco. Os policiais negociaram até que o sequestrador se entregasse.

Segundo o vice-ministro, "ele será julgado e sentenciado a uma longa pena de prisão", já que a Promotoria classificou o episódio como um ato "terrorista".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação