Mundo

Croácia celebra 25 anos do fim da guerra de independência

A ''Operação Tempestade'' é celebrada todos os anos, na cidade de Knin, como uma vitória histórica para a Croácia que levou ao fim do conflito com a minoria sérvia

Agência France-Presse
postado em 05/08/2020 12:06
O comandante da Operação Tempestade, o general aposentado Ante Gotovina (E), o presidente croata Zoran Milanovic (C) e o primeiro-ministro croata Andrej Plenkovic participam de uma cerimônia que marca o 25º aniversário de uma vitória militar que terminou a guerra de independência do país em 5 de agosto de 2020.Um funcionário de alto escalão da minoria sérvia na Croácia participou, nesta quarta-feira (5/8), da comemoração do 25; aniversário do fim da guerra de independência croata, um gesto sem precedentes de reconciliação entre croatas e sérvios em uma data geralmente cheia de tensão.

O vice-primeiro-ministro Boris Milosevic é o primeiro representante político da minoria sérvia a participar da comemoração anual da "Operação Tempestade", na qual as tropas croatas recuperaram o território dos rebeldes sérvios durante a guerra de independência de 1991-1995.

O primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic, considerou a presença de seu vice-primeiro-ministro um "sinal importante".

O gesto envia "uma nova mensagem à sociedade croata, às relações entre croatas e a minoria sérvia, entre Croácia e Sérvia", afirmou Plenkovic, na véspera da cerimônia.

A "Operação Tempestade" é celebrada todos os anos, na cidade de Knin, como uma vitória histórica para a Croácia que levou ao fim do conflito com a minoria sérvia.

Já na Sérvia, que apoiou os sérvios da Croácia política e militarmente, é considerada uma operação de limpeza étnica que forçou a saída das populações sérvias do território croata.

Boris Milosevic é o primeiro representante político sérvio croata a participar da cerimônia em Knin, uma antigo bastião dos separatistas sérvios, libertada pelas forças croatas há um quarto de século.

O gesto simboliza a vontade de croatas e sérvios na Croácia de melhorarem suas relações, muito frágeis desde o fim do conflito.

A minoria sérvia representa 4,5% dos 4,2 milhões de habitantes do país.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação