Mundo

China condena terceiro canadense à morte por produção de drogas

O porta-voz da diplomacia chinesa, Wang Wenbin, declarou que o caso ''não deve ter consequências para as relações entre China e Canadá''

Agência France-Presse
postado em 06/08/2020 08:56
ilustração: atrás das gradesUm terceiro canadense foi condenado à morte na China em um caso que envolve a acusação de produção de drogas, em um momento de grande tensão diplomática entre Ottawa e Pequim, anunciou nesta quinta-feira um tribunal.

O cidadão canadense, identificado em mandarim com o nome de Xu Weihong, foi julgado em primeira instância por "produção de droga", indicou o tribunal de Cantão (sul da China).

O porta-voz da diplomacia chinesa, Wang Wenbin, declarou que o caso "não deve ter consequências para as relações entre China e Canadá".

As relações entre Pequim e Ottawa são tensas desde a detenção em dezembro de 2018 em Vancouver, a pedido da justiça dos Estados Unidos, de Meng Wanzhou, a diretora financeira da empresa chinesa de telecomunicações Huawei.

Washington a acusa de cumplicidade em uma fraude para evitar as sanções contra o Irã. Ela está em prisão domiciliar no Canadá, de onde pode ser extraditada aos Estados Unidos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação