Mundo

Chefe de campanha da candidata de oposição é detida em Belarus

Maria Moroz foi ''convidada para uma conversa'' por ''agentes do ministério do Interior'' do presidente Alexander Lukashenko que está há 26 anos no poder

Agência France-Presse
postado em 06/08/2020 10:13
A candidata presidencial Svetlana Tikhanovskaya lidera seu comício de campanha na cidade de Maladzechna, cerca de 70 km a noroeste de Minsk, em 31 de julho de 2020.A chefe de campanha da candidata de oposição à presidência de Belarus foi detida por alguns minutos nesta quinta-feira, anunciou a equipe de Svetlana Tikhanovskaya, rival do presidente Alexander Lukashenko.

Maria Moroz foi detida por "agentes do ministério do Interior", mas pouco depois foi liberada.

O ministério afirmou à AFP que Moroz foi "convidada para uma conversa" e negou uma tentativa de deter a chefe de campanha de Tikhanovskaya.

Desde o início do ano, após uma mobilização inesperada a favor da oposição, as autoridades bielorrussas multiplicaram as operações contra os rivais de Lukashenko, de 65 anos e que está há 26 anos no poder.

Dois potenciais candidatos às eleições presidenciais de 9 de agosto foram detidos e levaram Svetlana Tikhanovskaya, a esposa de um deles, a assumir o posto.

Sua candidatura conseguiu unificar todos os críticos do chefe de Estado de Belarus e conseguiu reunir milhares de pessoas em seus comícios, algo que nunca havia sido registrado.

Lukashenko denunciou um complô entre opositores e mercenários russos para cometer um "massacre", tentar desestabilizar o país e tomar o poder.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação