Publicidade

Correio Braziliense

Opinião: Ascensão do mundo nerd

Pesquisa mostra que esse público costuma gastar 40% a mais que a média nacional. Estima-se, ainda, que esse mercado movimente R$ 138 bilhões por ano


postado em 10/12/2019 14:54

Durante quatro dias, a convenção recebeu pessoas de diferentes locais do Brasil e com uma sede em comum: a de colocar para fora seus gostos(foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação)
Durante quatro dias, a convenção recebeu pessoas de diferentes locais do Brasil e com uma sede em comum: a de colocar para fora seus gostos (foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação)
Até o último domingo, a Comic Con Experience (CCXP), feira de cultura pop, nerd e geek realizada anualmente em São Paulo desde 2014, foi um dos assuntos mais comentados no Brasil. Há quem tenha se surpreendido com o tema, mesmo com a convenção estando em sua sexta edição e reunindo 280 mil pessoas de diferentes lugares do país – e até de fora dele – num centro de exposições na capital paulista.

Se você é uma dessas pessoas, saiba que o mercado geek está em alta e em expansão no Brasil. Pesquisa divulgada em maio (mês com mais datas importantes ligadas a esse nicho, como o Dia de Star wars e Dia da toalha, em referência aos filmes Guerra nas estrelas e O guia do mochileiro das galáxias) pela Rakuten Digital Commerce mostrou que esse público costuma gastar 40% a mais que a média nacional. Estima-se, ainda, que esse mercado movimente R$ 138 bilhões por ano.

E por quê? O público geek é bastante fiel. E isso pode ser visto na CCXP. Durante quatro dias, a convenção recebeu pessoas de diferentes locais do Brasil e com uma sede em comum: a de colocar para fora seus gostos. Sejam por quadrinhos, sejam por cosplay (termo para classificar pessoas que fazem uma representação de um personagem a caráter). Sejam pelos filmes de heróis e ficção científica, sejam pelas mais novas séries de tevê e do streaming.

Para muitos, a convenção é um ambiente de celebração a essa cultura, que, por muito tempo foi vista com maus olhos. Até pouco tempo atrás se declarar nerd e geek era motivo de se tornar alvo de piadas e preconceito. Isso mudou com a popularização dos produtos desse universo. Quem não foi tomado pela vontade de ver um filme de super-herói? Ou assistir a nova versão de Star wars? Muita gente que, até então, não se via como parte desse nicho.

Essa popularização dos produtos de cultura pop abriu as portas para os geeks, que, agora, podem declarar a paixão por quadrinhos, séries, filmes e games sem medo nenhum. Pelo contrário, com várias formas de celebrá-las.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade