Opinião

>> Sr. Redator

postado em 11/06/2020 04:16
Corpus Christi

Hoje, 11 de junho, estamos celebrando a solenidade de Corpus Christi, manifestação pública da fé no Santíssimo Sacramento e de comunhão eclesial. A festa de Corpus Christi será espalhada pelas paróquias de Brasília. Uma celebração diferente em 2020! Não haverá festa de Corpus Christi na Esplanada dos Ministérios porque a data coincide com o isolamento social. A programação das paróquias está em www.arquidiocesedebrasilia.org.br. Nesta solenidade de Corpus Christi, nós somos convidados a adorar, louvar e agradecer publicamente ao Cristo, que, no Sacramento eucarístico, continua a nos amar sem reservas. Nesta Liturgia, renovamos nossa fé no mistério da presença do Senhor Ressuscitado, que, vivo, caminha conosco aquecendo nossos corações.
; José Ribamar Pinheiro Filho,
Asa Norte


Culpa do Lula

A culpa do Brasil está passando por esse desgoverno nesses quase dois anos, não é do Cabral! A culpa é do Lula, sabe por quê? Porque ele traiu a confiança do povo brasileiro, mais de 73% dos brasileiros, principalmente os mais necessitados, na esperança de ver um país bem melhor, votaram e o elegeram por ser ele um presidente humilde e do povão. O Lula tentou, por várias vezes, ser eleito presidente da República e, quando conseguiu, traiu toda a nação brasileira, juntando-se a corruptores e corruptos, fazendo parte de um grande esquema de falcatruas e roubalheira do dinheiro público para benefício próprio. A roubalheira foi tão escandalosa, que foi necessária a criação de uma força-tarefa formada por membros dos ministérios públicos e do Judiciário de vários estados e do Distrito Federal para investigar Lula, seus apoiadores políticos, corruptores e corruptos. Em 2018, voltamos às urnas com o sonho de eleger um presidente que fosse contrário à corrupção pela qual o país estava passando. E, com a vontade de mudanças e acreditando nas promessas do então candidato Jair Messias Bolsonaro, que, na sua campanha, prometia acabar com a corrupção e o desemprego e respeitar a democracia brasileira, os mais de 50% dos eleitores o elegeram presidente do Brasil. Hoje, o povo brasileiro vem sofrendo com uma pandemia da covid-19, com mais de 39 mil mortos, além do desemprego e de uma economia em decadência. E o que o nosso presidente vem fazendo para o crescimento do país e para a melhoria na vida dos cidadãos brasileiros? Nada! O presidente Jair Messias Bolsonaro vem mostrando um lado que, até então, era desconhecido pela população brasileira, um grosso, que xinga e desrespeita os jornalistas que vão em busca de informações em frente ao Palácio da Alvorada e nas entrevistas. É mal-educado com aqueles que lhe desagradam. O tempo todo demostra uma grande preocupação em proteger os filhos, que, a todo momento, intervêm no seu governo e agridem as autoridades do Judiciário e do Congresso Nacional. Ameaça o regime democrático quando esconde informações do Ministério da Saúde sobre as vítimas da covid-19. E, para tristeza dos brasileiros e de seus eleitores, Bolsonaro fez um acordo com o Centrão, grupo de deputados que se preocupam em se manter no poder com puro interesse em negociações de cargos no Executivo. Muitos desses deputados do Centrão estão sendo investigados pela a Lava-Jato por envolvimento em atos ilícitos.
; Evanildo Sales Santos,
Gama


Pesquisa

Em relação ao editorial ;Preservar a pesquisa; (8/6), a Petrobras reitera que adotou medidas de redução de custos que têm como prioridade preservar a sustentabilidade da empresa nesta que é a pior crise da indústria do petróleo em cem anos. Entre as ações, está a suspensão de contratação de novos termos de cooperação tecnológica e de aporte de novas parcelas em projetos em andamento com instituições parceiras pelo período de 90 dias a partir de abril. Não se trata, portanto, de suspensão de parcerias vigentes, visto que todas as parcelas compromissadas são pagas antecipadamente, como preveem os acordos desta natureza. A companhia está realizando todos os esforços para preservar o seu caixa e adequando sua carteira de projetos de PD ao novo cenário que se vislumbra no médio prazo. Serão priorizados projetos que tenham entregas bem definidas, maior retorno esperado e benefícios diretamente associados a itens críticos dos nossos negócios, de forma que a Petrobras continuará a ser a maior financiadora de projetos de ciência e tecnologia do país. A companhia também segue sendo a empresa de óleo & gás que mais investe proporcionalmente em P. Neste momento em que toda a sociedade está mobilizada para combater a pandemia de covid-19, a Petrobras, por meio do Centro de Pesquisas (Cenpes), criou uma estrutura científica de resposta para apoiar o combate ao coronavírus. Esses projetos são prioritários para a Petrobras no atual cenário. A Petrobras também seguirá cumprindo as obrigações de P previstas nos contratos de concessão.
; Larissa Clarindo,
Gerente de Imprensa ; Petrobras

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação