Opinião

Sr. Redator

postado em 20/07/2020 04:18
Desrespeito
Onde está a fiscalização do Governo do Distrito Federal (GDF)que nada faz para conter o desrespeito nos parques da cidade, em especial, o de Águas Claras? Mesmo com todas as recomendações das autoridades sanitárias, a falta de educação corre solta. Pessoas circulam sem máscaras e sem camisa, espirrando suor por todos os lados. Grupos se juntam sem máscaras, como se nada estivesse acontecendo, como se não estivéssemos no meio de uma gravíssima pandemia. Infelizmente, o ser o humano não está nem aí para o outro, mas as autoridades devem fazer o papel delas, de exigir o cumprimento à lei, mesmo que, para isso, seja necessário atingir a parte mais sensível do corpo: o bolso.
; Jorge Gonçalves, Águas Claras

Cobras

Está claro, com base em todas as reportagens publicadas pelo Correio, que o Distrito Federal tornou-se uma rota importante para o tráfico de animais. A descoberta de uma naja na casa de um estudante de veterinária explicitou uma rede internacional, que, certamente, movimenta muitos milhões de reais. Tudo com o beneplácito de servidores públicos, que deveriam coibir tal comércio ilegal. Triste pelos animais, que sofrem demais com as precárias condições com que são transportados. E, inconformada, porque o crime vem sendo acobertado por pessoas cuja missão deveria ser a de servir a população e de seguir a lei. Que Brasil é esse?
; Cilene Costa, Sobradinho

Mortes

O Brasil caminha rapidamente para chegar aos 100 mil mortos pela covid-19. Como aceitar isso passivamente? Como lidar com um governo que desdenha de tanto sofrimento causado às famílias atingidas pela pandemia do novo coronavírus? Tantos sonhos destruídos, tantas vidas perdidas. Tomara que a população, em sua maioria, esteja realmente consciente de tudo o que está acontecendo neste país. Não é possível que pessoas de bem compartilhem com toda a barbaridade de governantes e gestores públicos que não reconhecem a gravidade da situação e chegam ao ponto de defender o uso de um medicamento que não serve para combater a doença, criando ilusões. Enquanto esse filme de horror corre solto, só nos resta a esperança de que uma vacina surja o mais rapidamente possível. Só isso nos salvará de tanta barbaridade.
; Francisco Carlos, Lago Norte

Meio ambiente

Ou o Brasil toma jeito, ou país vai sair de vez da rota dos investimentos internacionais. Todos os alertas já foram dados. Em conversas com o vice-presidente, Hamilton Mourão, os investidores afirmaram que o Brasil precisa, urgentemente, reduzir as queimadas e os desmatamentos na Amazônia. O mesmo recado foi passado por ex-ministros da Fazenda e ex-presidentes do Banco Central. Todos foram unânimes em dizer que a preservação do meio ambiente é fundamental para atrair os capitais que o país precisa para a retomada do crescimento. O governo não tem dinheiro para tocar obras importantes, especialmente, as de infraestrutura. Portanto, não há mais como fechar os olhos e fingir que tudo está indo bem. O Brasil tornou-se um pária internacional. E a devastação da Amazônia é uma das principais razões.
; Sônia Soares, Asa Sul

CPMF

O ministro da Economia, Paulo Guedes, acredita que dobrou o presidente Jair Bolsonaro sobre a necessidade de resgatar a malfadada CPMF. O argumento do ministro é o de que, se o Congresso acreditar que o tal imposto sobre transações financeiras será usado para financiar programas sociais, dará aval à proposta do governo. Mas que fique claro: Bolsonaro, se aprovar o envio do projeto da nova CPMF ao Legislativo, só terá um propósito: o da reeleição. Ele acredita que, seduzindo a população mais pobres com mais dinheiro, que viria por meio de um Bolsa Família repaginado, terá mais votos em 2022. Ou seja, ninguém está preocupado se o país estará criando mais um imposto. O objetivo, mesmo, é ficar mais tempo no poder. Tomara que deputados e senadores tenham juízo e barrem essa loucura.
; João Santos, Asa Norte

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação