Correio Braziliense

Nas escolas, atividades extracurriculares auxiliam a formação dos alunos

Escolas disponibilizam aulas no contraturno, como judô, natação, coral e teatro, que favorecem o estudante no dia a dia escolar e em seu desenvolvimento integral


postado em 18/07/2019 10:43 / atualizado em 20/08/2019 11:04

(foto: JR Produções Fotográficas)
(foto: JR Produções Fotográficas)
A escola é componente fundamental na formação de crianças e jovens capazes de pensar criticamente ou mesmo de aplicar os ensinamentos ao longo da vida. No entanto, o ambiente escolar, com seu currículo extenso e diversas tarefas, acaba se tornando, por vezes, uma rotina maçante para muitos estudantes.

Não é raro ver alunos cansados do dia a dia no colégio e sem motivação para se empenhar nos estudos. Nesse contexto, é preciso compreender que a escola oferece atividades além do convencional e que espaços para os estudantes se movimentarem e se expressarem são necessários. Então, o que fazer de diferente?

É aí que entram as atividades extracurriculares. Além de estimular e promover o interesse dos estudantes para os conteúdos ministrados em sala de aula, elas também proporcionam o desenvolvimento de habilidades esportivas, artísticas, corporais e científicas. Some-se a isso o fato de que, por meio delas, professores e pais acabam por conhecer melhor os alunos, ajudando na identificação de características que influenciarão no seu desenvolvimento e no seu futuro.

Ter acesso a atividades extracurriculares pode representar até mesmo uma diferença significativa no desempenho escolar. De acordo com análise do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os alunos que frequentam essas aulas extras apresentam, inclusive, melhoria na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Observa-se que, quanto maior o índice de atividades educativas extracurriculares, maior o desempenho dos participantes. As diferenças são bastante expressivas na parte objetiva”, detalha o relatório.

Pensando nesses benefícios e buscando ampliar a vivência escolar e o aprendizado dos estudantes, a Rede La Salle de Educação oferece diferentes opções de atividades extracurriculares. “Implementar e incentivar esse tipo de atividade dentro da instituição é uma maneira de auxiliar os alunos a desenvolverem seus perfis emocionais e físicos, ajudando positivamente nos desempenhos dentro das salas de aula”, explica Tânia Payne, supervisora educativa do Colégio La Salle Águas Claras.

Orientadora educacional da Educação Infantil ao 1º ano do Ensino Fundamental I do La Salle Águas Claras, Renata Rocha acrescenta que a educação lassalista busca desenvolver a capacidade de trabalhar de maneira coletiva e colaborativa, aprimorando a convivência e a tolerância, além de proporcionar um crescimento cognitivo e rotinas saudáveis. “Eu costumo dizer que é um quebra-cabeças que se fecha. Não adianta ter um cognitivo elevado e a parte motora prejudicada. Por meio das atividades extracurriculares, pode-se desenvolver o conjunto. A escola visa isso: a formação integral”, afirma.
 
 
Foi por reconhecer o valor de uma educação multidisciplinar que a publicitária Fernanda Aguiar, 36 anos, escolheu o La Salle ao buscar um novo colégio para o filho Miguel, 4, no início de 2019. “Eu visitei todas as escolas de Águas Claras que atenderiam a idade dele. E o La Salle conseguiu associar o que, para mim, é muito importante: a atividade física, o inglês e a questão dos valores da educação lassalista. Estão sempre em busca de um talento na criança. Se não é na música, é no esporte, pode ser no teatro, na culinária. A criança é sempre estimulada de uma forma muito positiva”, destaca Fernanda.

A publicitária acredita que, graças à grade diversificada, Miguel tem mais interesse em participar do dia a dia da escola. “Isso o estimula muito a estar no colégio, aprender, corresponder. Consequentemente, o interesse no conteúdo ministrado em sala acaba sendo maior”, avalia a publicitária.

No caso da farmacêutica Willkeliny Soares, 39 anos, optar pelo La Salle Águas Claras como escola do filho Vinícius, 6 anos, foi natural. “Escolhi o La Salle, em 2016, morando em São Luís (MA). Eu e meu marido fizemos uma busca pela internet e selecionamos três escolas. Eu cheguei a Brasília, fui ao La Salle e nem precisei visitar as outras escolas”, revela a mãe.

A farmacêutica aponta o amplo espaço do La Salle Águas Claras, com infraestrutura completa e adequada, como o diferencial da unidade. No local é realizada, ao fim de cada semestre, a colônia de férias, uma das opções da escola que extrapolam o currículo tradicional. Além de ajudar os pais, que nem sempre conseguem conciliar suas folgas com o recesso escolar, a atividade estimula as crianças de 3 a 11 anos a se envolverem em atividades lúdicas e variadas, proporcionando momentos de diversão e aprendizado.
 
A unidade La Salle em Águas Claras disponibiliza ainda outras atividades extras, incluindo aulas de música e artes cênicas. Na natação, a prática é feita em um ambiente tranquilo e agradável, que propicia momentos lúdicos e desafiadores. Os educadores respeitam a individualidade de cada aluno e apresentam as técnicas conforme as habilidades motoras, a maturidade e o desenvolvimento de cada um.

Além da escola em Águas Claras, a rede La Salle conta com outras três unidades na capital federal: Brasília, Sobradinho e Núcleo Bandeirante. No Colégio La Salle Brasília, os estudantes podem ampliar sua consciência a respeito do corpo e de seus movimentos por meio de diversas modalidades, como patinação artística, handebol, judô, basquete, vôlei e dança. 

Os alunos do Colégio La Salle Sobradinho podem optar entre atividades esportivas, como futsal, judô, patinação, capoeira e ginástica artística; culturais (dança, coral, violão e teatro); ou educacionais (aulas de programação e educação 3.0), com dinâmicas realizadas no contraturno para alunos da educação infantil ao ensino médio. As opções ofertadas envolvem a corporeidade, a saúde e o movimento, utilizando também a tecnologia como instrumento de desenvolvimento pessoal, social e coletivo.
 
Entre as atividades extras do Colégio La Salle Núcleo Bandeirante, estão o balé, o karatê, o judô e a capoeira, esporte preferido entre os alunos e a comunidade da região. As aulas de iniciação começam ainda na creche e seguem até os estudantes do ensino médio. Os moradores da região administrativa também podem praticar capoeira na unidade, em turmas mistas de crianças e adultos.
 
Com seus espaços adequados e acolhedores, a rede de educação La Salle proporciona ambientes e atividades que incentivam o aprendizado dos alunos, criando e fortalecendo laços, tornando os estudantes protagonistas do seu próprio crescimento.


 
Visite uma das unidades da Rede La Salle no Distrito Federal

Colégio La Salle Águas Claras – Quadra 301, AE S/N / (61) 3435-5858 / E-mail: lasalle.aguasclaras@lasalle.org.br

Colégio La Salle Brasília – SGAS, Quadra 906, Conjunto E / (61) 3443-7878 / E-mail: lasalledf@lasalle.org.br

Colégio La Salle Núcleo Bandeirante – Av. Central, Área Especial 11 / (61) 3552-1494 / E-mail: bandeirante@lasalle.edu.br

Colégio La Salle Sobradinho – Quadra 14, Área Especial Lotes 24 a 27 / (61) 3387-8840 / E-mail: sobradinho@lasalle.org.br

 
*Com a colaboração de Amanda Oliveira e Cláudio Batista 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade