Publicidade

Correio Braziliense

O poder da língua: conheça 10 grandes benefícios de praticar um novo idioma

O aprendizado ajuda nas mais diversas funções, desde raciocínio lógico até conseguir um aumento no trabalho

Apresentado por

Park Idiomas

postado em 10/09/2018 10:29 / atualizado em 12/09/2018 10:03

 O mundo hoje está cada vez mais conectado e globalizado, a importação e exportação de culturas é uma realidade frequente e todos os dias estamos sujeitos a conhecer algo novo e diferente. Nesse cenário, a necessidade de se comunicar e trocar informações com pessoas de outros lugares se torna mais forte e mais presente a cada dia que passa e é preciso se adaptar para acompanhar o que acontece ao nosso redor. É muito provável que, nesse exato momento, você tenha uma lista deles que gostaria de compreender ou se expressar, ou que na sua mesa de trabalho tenha um documento internacional, ou que você tenha achado um filme para baixar, mas está sem legenda. Essas situações tendem a ser cada vez mais comuns, e aprender novos idiomas é a chave crucial para sobreviver na era da conectividade e se destacar no mercado de trabalho contemporâneo, além de trazer diversos benefícios ao crescimento pessoal. Entenda, a seguir, como a capacidade de se comunicar em mais de uma língua pode influenciar a sua rotina para melhor.

1: Confiança é tudo!
A sensação de dever cumprido, de ter vencido um desafio e superar antigas dificuldades é motivo de orgulho pessoal. Atingir uma meta e conseguir fazer algo novo, que você não conseguia antes é algo extraordinário que lhe motiva a ir mais além, ultrapassar novas barreiras e ter a certeza de que as coisas são possíveis e que você consegue estar sempre se superando. Isso ajuda também a vencer a timidez na hora de conhecer pessoas novas e se comunicar melhor, principalmente se forem de outras nacionalidades.
 

 
2: Aprender é uma habilidade a ser desenvolvida
Exercitar um novo idioma altera a massa cinzenta do cérebro da mesma forma que malhar modela os músculos. Aprender a partir de novas informações eleva a agilidade mental e reduz a curva de aprendizado, melhorando a capacidade de associação e as habilidades de solucionar problemas e improvisar a gestão de recursos disponíveis para suprir necessidades. Conversar e tentar se comunicar utilizando um vocabulário reduzido também exercita a criatividade para conseguir criar mensagens só com as palavras que você conhece. Isso permite que você visualize situações de maneira mais global, sendo mais fácil tomar decisões mais otimistas e de maneira mais rápida. 
 

 
3: Quanto mais línguas, melhor!
Quanto mais línguas você aprende, mais fácil é aprender uma nova. Primeiro, porque, tanto a área do cérebro que desenvolve esse tipo de lógica, quanto o processo de aprendizado, são os mesmos para todos os idiomas, inclusive a linguagem matemática. E segundo, porque muitas línguas que tem a mesma origem possuem palavras parecidas, ainda que não tenham o mesmo significado, então seu cérebro faz conexões entre os idiomas e códigos linguísticos, relacionando as gramáticas e melhorando a sua capacidade de compreensão e expressão em todas as línguas que você domina. 
 

 
4: Facilitador de viagens
Se aventurar por outros países e culturas fica muito mais fácil se você souber se comunicar no idioma local. Dicas de onde ir, o que fazer e onde comer são muito valiosas, principalmente se vêm de um morador local, e conseguir conversar com funcionários e comerciantes sempre ajuda na hora de pedir informações, entender cardápios e também fazer aquela pechincha. Saber o que está sendo dito ao seu redor também é medida de segurança, para ficar antenado no que acontece, como as pessoas se comunicam e principalmente sobre o que estão falando de você, o que ajuda a identificar pessoas mal-intencionadas e a se misturar melhor nos lugares.
 

 
5: Rede mundial de contatos
Outra coisa que está em alta com o desenvolvimento tecnológico são as inúmeras formas disponíveis de conexão, o que torna as pessoas muito mais próximas, apesar da distância física, e permite ter amigos e manter contato com pessoas ao redor do mundo inteiro. Saber mais línguas ajuda a expandir a rede de conhecidos para além da zona de conforto e trocar ideias com as pessoas menos esperadas, entrar em contato com coisas novas, conhecer diferentes filosofias e culturas, entender outros costumes, ampliar visões de mundo e até aprender alguns macetes para facilitar o dia a dia, que nunca teria imaginado.
 

 
6: Portas abertas no mercado de trabalho
Muitos processos seletivos são exclusivos para quem conhece uma determinada língua e muitos outros levam essa habilidade como um fator decisivo na hora da escolha de um candidato. Saber se comunicar bem em várias línguas também lhe permite participar de mais coisas, se inscrever em mais vagas, mais processos de intercâmbio e especializações internacionais e até a oportunidade de crescer no próprio lugar em que você já trabalha. Conhecer outros idiomas pode ser uma porta de entrada para novos clientes, novas parcerias e novos contratos. A necessidade de empresas e governos se comunicarem com instituições internacionais aumenta a cada dia e saber fazer isso pode lhe colocar em posição de destaque: você vai poder representar sua empresa no exterior e ampliar as possibilidades de pesquisa nos mais variados assuntos, tendo mais material para trazer soluções inovadoras ao seu setor, acelerando seu processo de desenvolvimento.
 

 
7: É um abraço cultural
Aprender um idioma não significa apenas aprender um dicionário de palavras e como usá-las, mas sim toda a gama cultural que as acompanha e dá vida aos seus significados: costumes, cantigas, histórias, gastronomia, roupagem, leis, rezas e crenças. Sem contar, que permite consumir os mais variados tipos de arte interativa em seus idiomas originais, tais como filmes, séries, livros, músicas, artigos, notícias locais e revistas, lhe permitindo uma ressignificação para as obras, a partir do contato com a cultura original, sendo possível se aproximar melhor de compreender o que os autores realmente queriam dizer. O mesmo vale para as raízes de sua árvore genealógica, para entender de onde veio sua família e como era a cultura dos seus ancestrais
 

 
8: Até a saúde melhora
O aprendizado de novas línguas ativa neurônios e exercita a memória, tornando a pessoa capaz de processar as informações em mais jeitos diferentes. Isso retarda doenças degenerativas, como o Alzheimer, e melhora seu desempenho em atividades intelectuais em geral, provas e trabalhos em qualquer área do conhecimento. Aprimora também o foco, pois é preciso ter muita atenção na hora de escrever, ouvir e montar boas frases de conversação, então o cérebro acaba se adaptando a esse novo estado de atividade e permanecer assim no resto do tempo. 
 

 
9: Aproxima a humanidade
Praticar a conversação em outras línguas exige uma grande concentração para conseguir compreender o que as outras pessoas estão dizendo e ouvir com atenção, para entender o que está sendo dito. Então, além de processos mentais, é algo que exercita a empatia: habilidade de se colocar no lugar dos outros, buscando entende-los melhor. E esse processo de se inserir em uma nova cultura e entender melhor as atitudes e comportamentos de pessoas diferentes é uma forma de ver a vida a partir de novas perspectivas, reposicionar conceitos e revitalizar coisas preconcebidas. E práticas como essa aproximam e incentivam cada vez mais atos de solidariedade ao redor do mundo. 
 

 
10: E por aí vai a lista de benefícios...
Existem palavras e expressões que não possuem tradução, mas que conseguem expressar melhor seus sentimentos ou uma situação específica, então além de melhorar seu vocabulário, pode se identificar com algum idioma específico, que combina mais com você e que consegue transmitir melhor seus pensamentos. Algumas línguas também funcionam como carta curinga na hora de dialogar e podem facilitar a sua vida até em lugares em que não são utilizadas oficialmente. O inglês, por exemplo, é a segunda língua mais falada e a mais disseminada ao redor do mundo e você consegue encontrar alguém que a entenda em qualquer lugar, enquanto o espanhol, além de ser a quarta mais falada, ainda é uma peça chave para os moradores da América Latina, já que o continente praticamente inteiro é fluente nesse idioma.  
 

 
Esses benefícios formam um pacote tão completo que só resta apenas uma constatação: é preciso aprender o máximo de idiomas possíveis! E nada melhor do que fazer isso, em menos tempo do que o planejado. A Park Idiomas é uma rede de inglês e espanhol que começou em Uberlândia, Minas Gerais, mas já se expandiu por todo o estado, para Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Distrito Federal. O rápido crescimento do curso se deve a um método diferente de ensino, que foi testado e comprovou que conseguia acelerar o aprendizado em até 5 anos. 
 
A técnica consiste em aprender uma nova língua da mesma forma que, quando crianças aprendemos a língua materna, primeiro falando e conversando, e só depois aprendendo a escrever. A ideia surgiu de uma pesquisa japonesa de desenvolvimento funcional, que constatou que 95% das pessoas que começam a estudar um novo idioma possuem uma grande dificuldade com a gramática, e que seria muito melhor estudar essa parte após um contato mais íntimo com as palavras e expressões. Para saber mais, acesse o site http://parkidiomas.com.br/ ou visite a escola mais próxima!
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade