Publicidade

Correio Braziliense

Ministra Marina Silva pede demissão

 


postado em 13/05/2008 15:20 / atualizado em 13/05/2008 19:22

A Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, pediu demissão nesta terça-feira. Ela entregou o pedido ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e disse a assessores que não há possibilidade de recuar da decisão. A informação ainda não foi confirmada pelo Palácio do Planalto, mas assessores de Marina confirmam que ela entregou a carta de demissão. Marina Silva (PT-AC) estava licenciada do cargo de senadora. Em 2002, ela foi reeleita para o Senado, onde tem mandato até o ano de 2011. Seu suplente, Sibá Machado, deve deixar a função para a volta da petista ao Congresso Nacional.

Marina Silva durante reunião do Plano Amazônia Sustentável, em 09/05(foto: Alan Marques/Folha Imagem )
Marina Silva durante reunião do Plano Amazônia Sustentável, em 09/05 (foto: Alan Marques/Folha Imagem )
A agora ex-ministra enfrentava críticas dentro do governo federal e chegou a ter conflitos com órgãos como a Casa Civil e o Ministério da Agricultura. Ela defendia de forma veemente questões de proteção ambiental, que contrariam interesses econômicos. O mal-estar entre Marina Silva e Dilma Rousseff (Casa Civil) começou em julho do ano passado, por conta das negociações em torno do edital para as concessões para o leilão das usinas de Santo Antônio e Jirau, no rio Madeira (RO). Após desentendimentos, o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis) concedeu licença prévia para as hidrelétricas serem construídas, mas estabeleceu uma série de regras. Para Dilma, o argumento era econômico e técnico: as usinas produzirão 6.450 MW --a maior obra de energia do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Marina argumentava, por outro lado, que as hidrelétricas só podem sair do papel se ficasse constatado que não iriam trazer prejuízos ambientais à região. Servidores Marina também enfrentou problemas com os servidores do Ibama, insatisfeitos com a divisão do órgão e com a criação do Instituto Chico Mendes. Para protestar contra a criação do órgão, os servidores do Ibama fizeram uma greve, que foi criticada publicamente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade