Publicidade

Correio Braziliense

Delegado que prendeu Dantas, Nahas e Pitta pede afastamento do caso

 


postado em 15/07/2008 19:00 / atualizado em 15/07/2008 19:32

O delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, coordenador da Operação Satiagraha, pediu afastamento do inquérito. A informação foi confirmada nesta terça-feira (15/7) pela assessoria de imprensa da PF. A alegação oficial é de que Queiroz está matriculado em um curso superior de polícia desde março deste ano. Na segunda-feira, inicia a fase presencial, em Brasília, e por isso teria de se ausentar do posto por 30 dias. A PF informou, contudo, que o delegado já solicitou deixar a coordenação do caso, mesmo após o curso. Os delegados assistentes Carlos Eduardo Pelegrini e Karina Murakami Souza devem assumir o inquérito. Em reunião realizada ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros da coordenação política avaliaram que a Operação Satiagraha foi exitosa, dentro da legalidade, mas cometeu excessos na divulgação da operação. A ação da Polícia Federal prendeu 24 pessoas, entre elas o banqueiro Daniel Dantas, o investidor Naji Nahas e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta. Todos são acusados de desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e corrupção.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade