Publicidade

Correio Braziliense

Fora do governo, Marina Silva participa de encontro em prol do ativismo ambiental

 


postado em 28/07/2008 17:20 / atualizado em 28/07/2008 17:21

A senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva (PT-AC) participou nesta segunda-feira de encontro em São Paulo com representantes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e da ONG Amazônia para Sempre para discutir ações que possam evitar o desmatamento da floresta amazônica. A reunião, que aconteceu na sede da federação, teve a presença dos atores globais Vitor Fasano e Cristiane Torloni, idealizadores da ONG. Dizendo-se ativistas da causa ambiental, os atores demonstraram à ex-ministra seu engajamento e a vontade de realizar algo concreto pela floresta. "Marina é nossa musa inspiradora do Amazônia para Sempre", disse Torloni. A ONG já conseguiu mais de 1 milhão de assinaturas contrárias ao desmatamento da Amazônia e tenta, por meio de encontros e ações como o encontro com Marina, angariar mais adeptos à causa. De volta ao senado, Marina compara seu papel dentro e fora do ministério e avalia como positiva sua saída. "Fora do governo posso estar aqui conversando com outros agentes para que a gente saia da agenda de comando e controle e vá para a agenda mais importante e estratégica, que é o desenvolvimento sustentável." A senadora, que saiu do governo dizendo-se impedida de levar adiante suas políticas dentro do ministério, disse acreditar que o atual ministro, Carlos Minc, tem conseguido a substituir bem. "Trocamos seis por uma dúzia, antes era só eu, agora sou eu e o Minc", afirmou Marina. Segundo o ex-embaixador Sérgio Amaral, coordenador de conselhos da Fiesp, o encontro não teve como objetivo tratar de ações concretos, mas sim debater algumas idéias e objetivos, "Viemos realizar um "brainstorm´ sobre como podemos realizar ações conjuntas." Para Marina, o convite foi para participar de uma "chuva de idéias". "Essa foi a primeira chuva", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade