Publicidade

Correio Braziliense

Alexânia só tem um candidato na disputa

 


postado em 14/08/2008 11:30 / atualizado em 14/08/2008 11:32

Desde a semana passada, Alexânia, município a 90km do Distrito Federal, tem apenas uma candidata à prefeitura, Maria Alice Nery (PTdoB). Os outros dois concorrentes estão impedidos de continuar na disputa. A juíza eleitoral Adriana Caldas Santos negou registro para o atual prefeito, Ronaldo Fernandes de Queiroz (PMDB), que busca a reeleição, e impugnou a candidatura para Maria Aparecida Gomes Lima (PSDB), conhecida como Cida do Gelo. Com base numa representação da coligação Alexânia Viva 2, a juíza apontou a existência de fraude nas atas das convenções do PSDB e PP, aliados em torno da candidatura de Cida do Gelo. Ela conta ainda com o apoio do PTN, DEM e PPS. Ao analisar os documentos anexados ao processo, a Justiça considerou que houve adulteração dos papéis como forma de atender a exigência legal de que os acordos partidários deveriam ser homologados até 30 de junho e registrados até 5 de julho. Para a juíza, o PP havia decidido lançar candidato à prefeitura e só desistiu depois do prazo limite. Em 28 de junho, PSDB, PTN, DEM e PPS promoveram suas convenções municipais e, na ocasião, segundo consta na sentença, os partidos não cogitaram uma coligação com o PP. Dois dias depois, os pepistas também se reuniram e não se discutiu a aliança com a chapa encabeçada por Cida do Gelo. Um documento sem data teria, então, sido anexado como aditivo na documentação exigida da coligação. No processo, a defesa de Cida do Gelo nega a irregularidade e sustenta que não cabe à Justiça Eleitoral discutir assuntos internos de partidos políticos. Sustenta ainda que todas as convenções foram realizadas no prazo legal. Leia mais sobre eleições no Entorno na edição impressa do Correio Braziliense

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade