Publicidade

Correio Braziliense

PT canta "já ganhou" em Vitória

 


postado em 23/09/2008 09:20 / atualizado em 23/09/2008 09:32

A cúpula do PT contabiliza como certa a reeleição do prefeito de Vitória, João Coser de Vitória, no primeiro turno. O motivo do “já ganhou” é a liderança absoluta que ele vem mantendo no pleito desde o início da campanha, confirmada pela última pesquisa do Ibope, na qual o petista aparece com 69% das intenções de voto, nove a mais do que a pesquisa realizada pelo mesmo instituto anteriormente. Divulgada sábado passado pela TV Gazeta, Luciano Rezende (PPS) subiu oito pontos percentuais, passando de 12% para 20%. Bernardo Teteco (PRTB), o terceiro colocado, oscilou de 3% para 2%. Os candidatos Avelar (PCO) e Carlão (PSol) não foram citados pelos entrevistados. Os votos brancos ou nulos somam 2%, enquanto 8% não sabem/não opinaram. O levantamento foi realizado entre 16 e 18 de setembro, período em que o Ibope entrevistou 504 eleitores na capital capixaba. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Gazeta, afiliada da TV Globo no Espírito Santo, e está registrada sob o número 10010/ 2008 na 1ª Zona Eleitoral de Vitória. Coser atribuiu sua liderança à boa avaliação de sua gestão, com a realização de obras nos morros e na orla de Vitória, mas seu crescimento reflete também o apoio que vem recebendo do governo federal, com grande aporte de recursos e investimentos. O petista faz parte do grupo de candidatos que tem recebido apoio ostensivo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que chegou a participar de um almoço com lideres políticos e empresários locais organizado por Coser. O evento ocorreu no dia em que o presidente da República acionou o primeiro poço de exploração experimental do petróleo do pré-sal, na costa do Espírito Santo. Na véspera, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, também participou de um jantar de adesão para levantamento de fundos para a campanha do prefeito capixaba. Impacto O impacto da presença de Lula na campanha contribuiu para o crescimento de Coser, embora o candidato de oposição Luciano Resende tenha absorvido o impacto. Seu crescimento de 8% nas pesquisas, segundo ele, é resultado do programa eleitoral dirigido pelo jornalista Jorge Oliveira e das intensas caminhadas que faz pela cidade. “O foco agora é caminhar, caminhar e caminhar, e levar a disputa ao segundo turno”, avalia. Na simulação de segundo turno entre João Coser e Luciano Rezende, o atual prefeito aparece com 72% das preferências e o candidato do PPS, com 22%. Os votos brancos ou nulos somam 2%, enquanto 3% não sabem. A campanha de Vitória até teve poucas polêmicas e ataques. Coser promete acabar com as desigualdades entre os bairros de classe média e os moradores dos morros da cidade, enquanto Luciano Rezende faz uma campanha propositiva, critica o aumento do IPTU, a proposta de construção de um Metrô na ilha Vitória e propõe melhorar a qualidade dos serviços prestados à população, principalmente na Educação e na Saúde. Quem mais ataca o prefeito é o candidato Bernardo Teteco (PRTB), que não consegue subir nas pesquisas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade