Publicidade

Correio Braziliense

Teresina é o reduto tucano no Nordeste

Reeleição de Sílvio Marques, líder nas pesquisas, consolidaria 20 anos de administração do PSDB na capital do Piauí. O PT quer surpreender


postado em 26/09/2008 08:38 / atualizado em 26/09/2008 08:45

As eleições para prefeito de Teresina podem consolidar uma curiosa hegemonia tucana no Nordeste, região onde o partido tradicionalmente não tem tradição política. Se o pleito fosse hoje, segundo a pesquisa Ibope divulgada no último dia 12, o atual prefeito Sílvio Mendes (PSDB) seria reeleito em primeiro turno, com 56% das intenções de voto. A se confirmar o resultado das pesquisas, os tucanos poderiam completar 20 anos de ininterruptos mandatos na cidade.

De acordo com o levantamento, o segundo colocado, o deputado federal Nazareno Fonteles (PT), tem 18% dos votos. Os candidatos Aléxis Leite (PSol), Professor Ismar Tavares (PCB) e Lourdes Melo (PCO) têm 1% das intenções. Avelar (PSL) não atingiu 1%. Votos brancos e nulos somaram 7% e os eleitores indecisos, 15%. Já 2% dos entrevistados não responderam a consulta.

A pesquisa, contudo, apontou uma queda de 11 pontos percentuais de Silvio Mendes em relação à pesquisa anterior. Nazareno, por sua vez, subiu três pontos percentuais. A campanha do petista comemorou esses resultados e acredita numa virada de última hora. Para se contrapor a Sílvio Mendes, Nazareno tem buscado “nacionalizar” sua campanha. O candidato do PT tem afirmado em discursos que é melhor ter uma administração municipal com parceiros nos planos estadual, como o governador Wellington Dias, e federal, como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Boneco
Nazareno colou sua imagem na do presidente. Em agosto, fez até carreata com um boneco representando-o. Até o momento, Lula — que na semana passada foi ao Nordeste fazer campanha para a também petista Fátima Bezerra em Natal — não deu sinais de que passaria por Teresina para alavancar a candidatura do companheiro de partido.

Ontem, em entrevista à imprensa local, Nazareno, que tem pautado a campanha em cima de ataques à administração tucana, deixou no ar que a presença de Lula em Teresina poderia ser sua “surpresa” na reta final.

Seguindo um fenômeno nacional, o prefeito do PSDB também tentou atrelar sua campanha ao presidente da República. Em agosto, o prefeito exibiu-se na propaganda eleitoral ao lado dele inaugurando obras. Contudo, a Justiça Eleitoral de primeira instância, acatando um pedido dos advogados do PT, proibiu-o de usar tais imagens. Mas depois o liberou. Esta semana, o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí voltou atrás e vetou mais uma vez as exibições.

A pesquisa Ibope, contratada pela TV Clube de Teresina, afiliada da TV Globo no Piauí, foi realizada entre 8 e 11 de setembro. O instituto de pesquisa entrevistou 602 eleitores na cidade, com margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado na 1ª Zona Eleitoral de Teresina sob o número 29748/2008.


FICHA TÉCNICA
População

780 mil habitantes

Orçamento

R$ 285 milhões (2005)

Eleitores
490.582

Candidatos
6

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade