Publicidade

Correio Braziliense

Em Borá, festa dos eleitos deve começar mais cedo

 


postado em 05/10/2008 14:08 / atualizado em 05/10/2008 14:11

Seja qual for o resultado da votação neste domingo, dia 5, parte dos eleitores de Borá (SP) estará comemorando a eleição do novo prefeito ou dos vereadores antes mesmo de a apuração começar. No município menos populoso do país (804 habitantes) e também de menor colégio eleitoral (924 eleitores), o vencedor será conhecido minutos depois do fechamento das seções eleitorais, assim que forem divulgados em editais os boletins das três urnas eletrônicas da cidade. Constam desses boletins os números de votos para cada candidato registrado em cada uma das urnas. Fazendo cálculos simples, será possível dizer quem é o novo prefeito da cidade antes de as urnas chegarem ao Cartório da 12ª Zona Eleitoral, em Paraguaçu Paulista (a 18 quilômetros de Borá), onde ocorre a contagem oficial dos votos. “Informalmente, já será possível saber quem foi eleito por volta das 17h15”, disse a chefe do cartório eleitoral da região, Cláudia Eliane Marcon, em entrevista à Agência Brasil. “Porém, o resultado final só sai depois das 19h, depois que as urnas chegarem a Paraguaçu.” De acordo com Marcon, além da apuração, o pequeno número de eleitores de Borá facilita também a eleição dos candidatos. Segundo ela, é possível que um candidato com 300 votos seja eleito prefeito da cidade e, com apenas 30 votos, vereador. “Se o candidato tiver uma família grande, está quase garantido. Em 2007, um vereador foi eleito com 28 votos.” Ela afirmou, no entanto, que o tamanho das eleições não fragiliza a fiscalização. Nesse sábado (4), Marcon vistoriou as três seções eleitorais do município e avisou que as urnas só chegam à cidade hoje, para evitar problemas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade