Publicidade

Correio Braziliense

Eleitores do Rio tiveram que fazer votação manual

 


postado em 26/10/2008 16:58 / atualizado em 26/10/2008 17:11

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que, pela primeira vez no segundo turno realizado neste domingo (26/10), foi preciso usar uma urna tradicional, de lona. No bairro do Jardim Botânico, na zona sul do Rio de Janeiro, eleitores tiveram que fazer votação manual pois uma urna eletrônica quebrou e não foi possível substituí-la por um novo equipamento. Ao todo, segundo o último boletim do tribunal, 394 urnas eletrônicas foram trocadas por aparelhos semelhantes – o equivalente a 0,506% do total. O Rio é o município com mais urnas substituídas: 83 ao todo, incluindo a urna de lona. Em São Bernardo do Campo (SP), 42 urnas foram trocadas e, em Porto Alegre (RS), 36. O TSE explicou que a forte chuva na capital gaúcha provocou uma queda de energia. Prisões Segundo as últimas informações divulgadas pelo TSE, 291 eleitores foram detidos em todo o país, sendo 259 por fazer boca de urna, que é proibida pela legislação eleitoral. Nenhum candidato foi preso, mas três foram notificados pela Justiça Eleitoral. De acordo com o TSE, 3.101 militares das Forças Armadas atuam em três municípios em que há segundo turno e em Benedito Leite (MA), onde os eleitores vão às urnas pela primeira vez, pois a eleição foi anulada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade