Publicidade

Correio Braziliense

Izalci Lucas filia-se ao PR e comandará sigla no DF

Secretário de Ciência e Tecnologia deixa o PSDB e assume a presidência de sua nova legenda. Mudança sinaliza aproximação com Arruda


postado em 29/05/2009 09:15 / atualizado em 29/05/2009 12:59

O site de notícias do PR foi explícito: “Secretário de Arruda assina com Partido da República”. Assim a legenda anunciou ontem a filiação de Izalci Lucas, que deixa o PSDB para comandar a sigla no Distrito Federal. O secretário de Ciência e Tecnologia nem bem chegou e já assumiu a presidência no lugar do deputado Jofran Frejat (DF). A mudança tem dois efeitos práticos imediatos: o governador José Roberto Arruda (DEM) conquista o poder de decisões de mais um partido aliado e o ex-governador Joaquim Roriz perde uma possibilidade de abrigo, caso resolva deixar o PMDB para disputar o Governo do Distrito Federal nas próximas eleições. A movimentação política foi conduzida diretamente por Arruda em reuniões com o ex-presidente do PR, deputado Valdemar Costa Neto (SP), que tem o poder de deliberações na legenda. Além de cortejado por Roriz, o PR era também uma opção para aliança com o pré-candidato do PT ao Executivo, Agnelo Queiroz. O presidente da legenda, Chico Vigilante, tinha um encontro marcado com Frejat na próxima semana. Dificilmente manterá o compromisso com Izalci Lucas, antigo integrante do grupo arrudista. Frejat não foi pego de surpresa. Ele acompanhou as conversas à distância. Não participou delas, mas era sempre informado por Valdemar. “Sou um soldado do partido. Não quero criar dificuldades para uma decisão da cúpula”, afirmou Frejat. Além de Izalci, o PR conta ainda com outros aliados de Arruda. É o caso dos deputados distritais Wilson Lima e Bispo Renato, além do federal Ricardo Quirino, que é suplente da coligação DEM-PSDB-PR. Frejat conta que ouviu de Valdemar uma avaliação de que, ao lado de Arruda, o partido terá mais condições de eleger uma boa bancada de deputados no DF. A intenção do ex-presidente do PR é ampliar o poder no Congresso. Frejat chegou a argumentar que, ao lado de Roriz, também havia essa possibilidade. Mas não teve êxito em sua explanação. Frejat disse ao Correio que não pretende sair do PR. Mas apoia o projeto em discussão no Congresso que abre uma janela para que os políticos mudem de legenda sem acarretar crime de infelidade partidária. Mas, por enquanto, ele não poderá trocar de sigla, principalmente porque já fez isso uma vez na atual legislatura. Elegeu-se pelo PTB e se mudou para o PR, sob o compromisso da direção partidária de que comandaria o partido no Distrito Federal. O governador Arruda não participou da solenidade de filiação de Izalci, mas foi representado pelo chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade