Publicidade

Correio Braziliense

Agaciel chega atrasado na volta ao trabalho


postado em 23/09/2009 22:08

O ex-diretor do Senado Agaciel Maia, agora funcionário do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), chegou atrasado logo no primeiro dia de trabalho após três meses de licença e afastado do serviço.

O expediente no Senado começa às 8h30, mas Maia apresentou-se ao diretor do instituto somente às 17h50 desta quarta-feira. Ele perdeu o cargo de diretor após ter sido acusado de envolvimento em irregularidades.

Maia disse que tinha passado a tarde no Senado, fazendo pesquisa na biblioteca para seu projeto de publicar um dicionário bibliográfico de todos os senadores brasileiros: "Não preciso trabalhar atrás de uma mesa. Vou passar tempos na biblioteca, nos arquivos".

O ex-diretor se disse "surpreso" com a presença de repórteres, pois imaginava que "sairia da diretoria e viraria um servidor comum".

"Potencializam essa importância que eu nunca tive e não tenho", afirmou. "Fui servidor antes e sabia que seria depois. Sempre estive preparado, como diz o jargão daqui, para voltar à planície."

Agaciel Maia responde processo administrativo no Senado, sob acusação de ter mantido em sigilo atos administrativos editados para nomear aliados políticos, aumentar rendimentos e criar cargos. É investigado pela Polícia Legislativa por suspeita de crime de inserção de dados falsos em sistema de informação de órgão do serviço público. Ele negou ter cometido qualquer irregularidade no tempo em que foi diretor do Senado. "Pode ter havido falha, mas não ilegalidade", afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade