Publicidade

Correio Braziliense

Senadores pregam fortalecimento do turismo


postado em 24/09/2009 15:30 / atualizado em 24/09/2009 15:49

Durante sessão especial do Senado desta quinta-feira (24) para comemorar o Dia Mundial do Turismo, o senador Adelmir Santana (DEM-DF) voltou a defender o fortalecimento da atividade turística no país. Adelmir lembrou que o turismo é tão importante que abrange mais de 52 setores da cadeia produtiva, entre eles o transporte, o comércio, os serviços e a agricultura. Mas lastimou que "o medo da violência, a má estrutura dos serviços, as crises e o caos no setor aéreo afastam o turista internacional do Brasil". A senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN) concordou e disse que o Brasil é um país que oferece todas as condições para o desenvolvimento sustentável da atividade turística. Por isso, defendeu a criação de fundos municipais para impulsionar a atividade turística. No entender do presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), senador Neuto de Conto (PMDB-SC), a atividade turística no Brasil "está apenas engatinhando", apesar de ser fonte de riqueza para muitas nações. Mas acredita que o setor ganhará novo impulso, com destaque para o ecoturismo. Já o senador César Borges (PR-BA) afirmou que o turismo deve merecer atenção especial da administração pública porque, segundo lembrou, é um dos maiores geradores de emprego e renda. Atualmente, segundo informou, cerca de 8 milhões de brasileiros estão empregados na atividade turística. Mas lastimou que o Brasil detenha apenas 0,6 % do turismo mundial. Outro senador a comemorar a data foi Roberto Cavalcanti (PRB-PB) que pediu a regulamentação da profissão de turismólogo, profissional de nível superior que analisa e estuda o turismo em sua totalidade. O senador Mão Santa (PSC-PI) enalteceu a capacidade turística de duas cidades do Piauí: Teresina, a capital, e Parnaíba. Mas queixou-se da crescente onda de violência nessas cidades que, observou, está afastando os turistas, enquanto o senador José Nery (PSOL-PA) salientou ser necessário inserir a atividade turística como prioridade de governo. Também tomou parte da homenagem Nelson de Abreu, presidente da Confederação Nacional do Turismo (CNTUR), que defendeu a aprovação do projeto que institui o programa "Turismo para Todos".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade