Publicidade

Correio Braziliense

Lula entre os mais influentes

Revista norte-americana inclui o presidente pela segunda vez na lista das personalidades com maior prestígio internacional


postado em 30/04/2010 07:00 / atualizado em 30/04/2010 08:11

O trabalho de engraxate para ajudar a família, a perda do dedo em acidente como operário de fábrica e a morte da primeira mulher na sala de parto de um hospital público constam da apresentação de Luiz Inácio Lula da Silva na revista Time, que o elegeu, ontem, um dos 25 líderes e uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. Além de passagens sobre a origem humilde do presidente do Brasil, o texto escrito pelo cineasta Michael Moore, a pedido da publicação, aponta o Bolsa Família como um dos maiores feitos de Lula. O pré-candidato ao Planalto pelo PSDB, José Serra, principal oponente do nome petista para a sucessão, Dilma Roussef, elogiou a indicação do presidente pelo Twitter. Para especialistas em marketing político, estar na lista da Time é uma conquista invejável, mas sem grandes frutos no campo político.

“É um verdadeiro prêmio ser indicado por uma das publicações mais sérias do mundo. Não só para o Lula, mas para o Brasil. Na cabeça da maioria da população, porém, essa é só uma das tantas reverências que ele já recebeu, como quando Obama o chamou de ‘o cara’”, compara o presidente da Associação Brasileira de Consultores Políticos, Caio Manhanelli. O presidente dos Estados Unidos é outro da lista dos 25 mais influentes. Logo que a revista divulgou os nomes, chegou-se a pensar que Lula era o número um entre os premiados, por estar no topo do comunicado. Em seguida, a Time esclareceu que não existe ranking.

Antenado ao Twitter, Serra foi um dos que se confundiram. Na primeira mensagem postada, afirmou: “Parabéns ao presidente Lula, escolhido líder do ano pela revista americana Time. É bom para o Brasil”. Em seguida, alertado por uma internauta sobre o esclarecimento da revista, escreveu: “Não é um ranking. O presidente Lula é um dos 25 líderes. Bom do mesmo jeito para o Brasil”. A inclusão do presidente na lista da Time é uma consequência da política externa praticada por ele, na opinião de Carlos Sérgio dos Santos Monteiro, da CP3 Consultoria, Planejamento, Publicidade e Pesquisa. “Foi uma conquista fantástica para um país que só era conhecido pelo futebol e samba há até bem pouco tempo”, comenta. Em 2004, Lula já havia aparecido na lista da Time — ocasião em que foi descrito como “a voz dos países em desenvolvimento”.

Em rede nacional de rádio e TV ontem à noite pelo Dia do Trabalhador, Lula falou sobre os feitos do governo — indo das melhorias econômicas até a Copa do Mundo. Não deixou de mencionar o pré-sal como um dos passaportes do país para um futuro melhor. Enquanto o programa era divulgado, o presidente se reuniu com quatro ministros, senadores da base aliada e com José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras, para traçar um cronograma de votação do marco regulatório do pré-sal, no Senado. Ficou decidido que o ponto mais polêmico, os royalties, só será votado depois das eleições. Os outros projetos — criação da Petrosal, capitalização da Petrobras e o Fundo Social — têm de estar aprovados até o fim de maio. “No projeto do Fundo Social, vamos emendar o texto do modelo de partilha (das áreas a serem exploradas). Esse projeto voltará para a Câmara”, afirmou o senador Romero Jucá.

Colaborou Flávia Foreque

Confira a lista completa da Time


Opinião do internauta


Leitores comentaram no site do Correio Braziliense a presença de Lula na lista da Time. Confira algumas opiniões:

Raquel Morais
“É um reconhecimento justo, mas também triste. Simpatizo com o Lula, acho que ele é um dos grandes líderes, a mas de fato ele tem cometido muitas falhas. E, se mesmo assim ele está entre os grandes da lista, imagino como são os que não aparecem...”

José Moura
“Lula, motivo de muito orgulho para a maioria dos brasileiros e motivo de ódio, inveja e rancor para alguns. Vale lembrar, porém, que nem Jesus Cristo conseguiu ser unanimidade. Que bom que estou vivo para ver o Brasil sendo respeitado internacionalmente.”

Augusto Gus
“Como eu já imaginava: esse mundo está tal qual um trem descontrolado, Lula como o melhor líder sintetiza a total falta de controle desse mundo atual, uma vez que o cara não lidera nem dentro de casa, ou já se esqueceram que ele é o presidente que ‘nunca’ sabe de nada? Vivemos no mundo da ‘mídia’.”


Repercussão

“Que peso tem para a resolução dos impasses no Oriente Médio? Na própria América Latina? Eu gostaria de saborear essa vitória pelo peso que ela é. Não vamos caipirar essa história”
Arthur Virgílio (PSDB-AM), senador

“Parabéns ao Presidente Lula. É bom para o Brasil”
José Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência da República

“Esse é o terceiro título concedido ao presidente Lula. O primeiro foi a pesquisa do jornal Le Monde. Posteriormente, tivemos o El País, da Espanha, que também elegeu Lula o mais influente”
Hélio Costa (PMDB-MG), senador

“É um orgulho para o nosso país e uma projeção nacional”
José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade