Publicidade

Correio Braziliense

Na diplomação dos eleitos por SP, aplausos para Tiririca e vaias para Maluf


postado em 17/12/2010 14:58 / atualizado em 17/12/2010 19:54

São Paulo - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) diplomou hoje (17/12) o governador e o vice-governador, Geraldo Alckmin (PSDB) e Guilherme Afif Domingos (DEM), dois senadores, 70 deputados federais e 94 deputados estaduais eleitos em outubro no estado. A diplomação é a última etapa do processo eleitoral e antecede a posse dos eleitos.

"O primeiro de muitos diplomas que virão", disse Tiririca ao recebeu o diploma (foto: Nilton Fukuda/AE )
A Assembleia Legislativa, palco da diplomação, ficou lotada por militantes partidários, jornalistas, eleitores e funcionários da casa. Entre os diplomados para assumir o cargo de deputado federal estavam o comediante Francisco de Oliveira, o Tiririca (PR), que obteve 1,3 milhão de votos, e o ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf (PP), que chegou a ter os quase 500 mil votos recebidos na última eleição anulados por ter sido condenado em primeira instância por improbidade administrativa. Condenação que o incluía no rol de candidatos fichas sujas. Na última segunda-feira (13), contudo, a condenação foi cassada pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. Com isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revogou a decisão que cassou o registro da candidatura de Maluf.

Ao chegar à Assembleia, Maluf disse que sempre confiou na Justiça brasileira que, segundo ele, funciona bem. O deputado se disse honrado pela oportunidade de "trabalhar" mais quatro anos "por São Paulo e pelo Brasil".

Tiririca, por sua vez, admitiu estar nervoso por receber "o primeiro de muitos diplomas que virão", disse que está se acostumando a ser tratado por deputado e voltou a fazer piada com o aumento salarial dos parlamentares que irá beneficiá-lo.

Durante a cerimônia de diplomação, Tiririca foi bastante aplaudido, enquanto Maluf recebeu vaias durante todo o tempo em que permaneceu à frente da plateia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade